Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO ENTRE MICRO-RNAS E PERFIS DE EXPRESSAO DE MRNA COM O PROGNOSTICO DE CANCER DE PENIS CLINICAMENTE LOCALIZADO

Resumo

RESUMO: O câncer de pênis (CPe) é uma doença rara, com alta morbidade e mortalidade. Poucos estudos investigaram miRNAs e seu papel na regulação de genes e vias de sinalização no CPe até o momento. OBJETIVOS: Identificar uma assinatura molecular baseada em miRNA e perfis de expressão gênica relacionados à carcinogênese e prognóstico. MÉTODOS: Estudo prospectivo através de coletas de amostras frescas do tecido tumoral (TT) e do tecido não tumoral (NT) de 11 pacientes que foram submetidos à penectomia, 5 com doença localizada e 6 com metástases linfonodal. A análise de microarray foi realizada usando o Genechip miRNA 4.0. Identificamos os miRNAs diferentemente expressos (DEmiRs) comparando TT de pacientes metastáticos a não-metastáticos e os DEmiRs comparando TT a NT dos 11 pacientes. A expressão de DEmiRs foi validada em um grupo expandido de 24 pacientes por qRT-PCR usando ensaios TaqMan. Os alvos preditos de DEmiRs de ambas as comparações foram investigados usando os softwares miRTarBase, mirWalk e MetaCore. Nós avaliamos a expressão destes alvos transcritos usando uma plataforma qRT-PCR nanofluídica. Correlacionamos a expressão do DEmiR e do mRNA aos fatores prognósticos e à sobrevida câncer específica (SCE). RESULTADOS: O seguimento médio foi de 16,3m, durante esse tempo, metade dos pacientes desenvolveu metástases para nódulos inguinais e 7 morreram da doença. Identificamos e validamos 9 DEmIRs (miR31-5p, miR31-3p, miR224-5p, miR200a-5p, miR432-5p, miR487b-3p, miR30a-5p, miR149-5p, miR145-5p) e 35 genes diferentemente expressos (DEGs) quando comparando TT vs NT. Na comparação metastática vs não-metastática, validamos os DEmIRs miR421 e miR744-5p e 7 DEGs (CCND1, EGFR, ENTPD5, HOXA10, IGF1R, MYC, SNAI2). A redução na expressão de miR31-3p foi associada ao risco de metástase. Nenhum miRNA foi capaz de predizer mortalidade. A superexpressão de MMP1 foi associada com maior tamanho, grau, estágio T, invasão perineural e metástase. O MMP1 é regulado por miR145-5p que é menos expresso em TT. A superexpressão de CCND1 e EGFR foi relacionada ao maior grau; e a superexpressão de MMP9 à invasão microvascular. As expressões PTEN, CCND1, EGFR, MYC e SNAI2 estiveram associadas com piores resultados nas curvas de SCE. CONCLUSÕES: Descrevemos um perfil de expressão de miRNA e mRNA associado à carcinogênese e ao pior prognóstico no CPe. As expressões miR31-3p, MMP1, CCND1, PTEN, EGFR, MYC, MMP9 e SNAI2 são potenciais biomarcadores para o prognóstico em CPe.

Palavras Chave ( separado por ; )

neoplasia de pênis; biomarcadores; micro-RNA

Área

Ciência Básica

Instituições

ICESP - Sao Paulo - Brasil

Autores

Gilberto José Rodrigues, Cláudio B. Murta, José Pontes Jr. , Tatiane K. Furuya, Miyuki Uno, Rafael F. Coelho, Giuliano B. Guglielmetti, Kátia Leite, Roger Chamas, William C. Nahas