Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MARCADORES INFLAMATORIOS PRE-OPERATORIOS DO SANGUE PERIFERICO DE PACIENTES SUBMETIDOS A PENECTOMIA SAO PREDITORES DE SOBREVIDA

Resumo

RESUMO: O câncer de pênis é uma doença agressiva e incomum, mais de 95% são carcinomas de células escamosas (CEC). Recentemente, diversas evidências relacionaram a presença de inflamação sistêmica e o desenvolvimento e progressão do câncer em diversas áreas.
OBJETIVOS: Avaliar se marcadores inflamatórios sistêmicos do sangue periférico de pacientes com câncer de pênis antes da penectomia e da linfadenectomia inguinal podem ser marcadores prognósticos.
MÉTODOS: Estudo retrospectivo e longitudinal por meio da revisão de prontuário de 230 pacientes com câncer de pênis acompanhados entre 2009 e 2018 em um único centro. Foram identificados 126 pacientes submetidos à penectomia total ou parcial e 79 pacientes que também fizeram linfadenectomia inguinal. Dados do hemograma que foram incluídos neste trabalho foram a razão de neutrófilos para linfócitos (NLR), relação linfócitos para monócitos (LMR) e relação plaqueta para linfócitos (PLR), todos obtidos nos exames pré-operatórios. O ponto de corte de NLR maior ou igual à 3,0 foi escolhido a partir de resultados de estudos prévios em câncer de pênis e o ponto de corte de LMR e PLR foi padronizado a partir das suas medianas. Sobrevida global (SG), sobrevida câncer específica (SCE) e sobrevida livre de recorrência (SLR) foram analisadas com curvas de Kaplan-Meier e teste de log-rank. Regressão de Cox foi utilizada para determinar os preditores de sobrevida.
RESULTADOS: O seguimento médio do paciente submetido à penectomia foi de 28 meses e de 35 meses para os pacientes submetidos também à linfadenectomia. Não foi encontrado associação de NLR, PLR e LMR antes da penectomia com pacientes livre de progressão. Na análise multivariada através da regressão de cox de pacientes em pré-operatório de linfadenectomia inguinal, quando ajustados para idade, estadio T, grau histopatológico, invasão linfovascular e perineural, um índice NLR maior ou igual à 3,0 esteve associado de forma significativa à pior SG, SLR e SCE. LMR > maior ou igual à 2,99 esteve associado com melhores taxas de SG, SLR e SCE. Esses resultados corroboraram com a curva de Kaplan-Meier e teste de log-rank. A razão PLR apresentou resultados conflitantes e, portanto, não foi considerada como preditora.
CONCLUSÃO: O presente estudo identifica NLR e LMR pré linfadenectomia inguinal como preditores independentes de SG, SLR e SCE. Mais estudos são necessários para confirmar esses achados.

Palavras Chave ( separado por ; )

neoplasias penianas; marcadores inflamatórios séricos, análise de sobrevida

Área

Uro-oncologia

Instituições

Instituto do Câncer do Estado de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Emanuel Albuquerque, Gilberto José Rodrigues, Giuliano B. Guglielmetti, Pablo Sierra, Alexandre Cavalcante, José Pontes Jr., Rafael F. Coelho , William C. Nahas