Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TRANSPLANTE RENAL EM PACIENTES PEDIATRICOS COM AMPLIAÇAO VESICAL: DESFECHOS DE LONGO PRAZO.

Resumo

Objetivos: o foco do estudo foi avaliar o resultado de transplante renal (TR) pediátrico na população com ampliação vesical (AV).
Métodos: Avaliamos 41 pacientes < 19 anos com AV submetidos a TR por disfunção do trato urinário inferior importante. Sexo foi masculino em 25 (61%) e feminino em 16 (39%) pacientes. Foram realizados 9 segundos transplantes e 1 terceiro transplante na população estudada, compreendendo 51 TR em 41 pacientes. 32 (62,74%) TR de doador vivo e 19 (37,25%) de doador falecido.
Idade média do 1º transplante foi 14.02±6.77 e idade média de ampliação vesical foi 10 ±4.14 (entre 2-18a). Etiologia da disfunção vesical foi bexiga neurogênica por espinha bífida (14 pacientes), válvula de uretra posterior (12 pacientes), refluxo vesicoureteral (5 pacientes), extrofia vesical (2 pacientes) e outras causas (8 pacientes).
Segmentos intestinais utilizados na ampliação incluíram íleo em 26 (63,4%), ileocecal em 2(4.5%) e sigmóide em 2(4.5%) pacientes. Ureter foi utilizado para ampliação em 11 (26.8%) pacientes. Re-ampliação foi realizada em 3 pacientes (1 ureterocistoplastia e 2 ileocistoplastia), todas após falha de ureterocistoplastia inicial. Em 2 desses pacientes, a reabordagem foi realizada antes do primeiro transplante.
Resultados: Seguimento médio após primeira AV foi 164.95±102.09 (entre 16-522) meses. Sobrevida global foi 87.7% e sobrevida do enxerto após 1,2,5,7,9 e 10 anos foi 92.1%,85.5%,75.7%,60.8%,57.6% e 44.3% respectivamente. 34 (82,9%) pacientes realizaram cateterismo limpo e intermitente. Pelo menos 1 episódio de Infecção do trato urinário febril ou sintomático ocorreu em 78% dos pacientes. Óbitos: 6 (75%) pacientes de causas não relacionadas e 2 (25%) de causas relacionadas ao tratamento.
Conclusões: Ampliação vesical é um tratamento seguro e efetivo para disfunção do trato urinário inferior na população pediátrica. Um programa com bons resultados de TR pediátrico necessita de uma abordagem individualizada para cada paciente.

Palavras Chave ( separado por ; )

Transplante Renal; Ampliação vesical,;Pediatria

Área

Transplante Renal / Miscelânea

Instituições

Faculdade de Medicina da USP - Sao Paulo - Brasil

Autores

Kleiton Gabriel Yamacake, Affonso Celso Piovesan, Hideki Kanashiro, Ioannis Michel Antonopoulos, Felipe Saraiva Bernardes, Matheus de Almeida Carvalho Siqueira, Gustavo Xavier Ebaid, Gustavo Beojone Messi, Marcelo Puppo Bigarella, William Carlos Nahas