Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RESULTADOS DO TRATAMENTO DE REFLUXO VESICOURETERAL COM INJEÇAO ENDOSCOPICA EM PACIENTES POS TRANSPLANTE RENAL.

Resumo

Introdução e Objetivo: Infecções do trato Urinário (ITU) de repetição com Refluxo Vesicoureteral (RVU) para o rim transplantado está associado a redução significativa de sobrevida do enxerto. Objetivo do estudo foi avaliar a taxa de sucesso do tratamento de RVU com injeção endoscópica em pacientes pós transplante renal.
Métodos: De Janeiro de 1998 a Julho 2018, 3468 transplantes renais com anastomose ureterovesical extravesical foram realizados em nossa instituição. Após um quadro agudo de pielonefrite do enxerto, 31 pacientes (9 homens e 22 mulheres) foram diagnosticados com RVU e submetidos a injeção endoscópica.
Média de idade foi 39,6 anos, 17 doadores falecidos e 14 doadores vivos. Tempo médio entre Transplante renal e injeção endoscópica foi 1641 dias e média de ITU foi 2,2/paciente no mesmo período.
Para analisar a função renal, os pacientes foram divididos em 3 grupos:
A – Resolução clínica de ITU, resolução radiológica de RVU.
B- Resolução clínica de ITU, persistência radiológica de RVU.
C- Persistência clínica de ITU e RVU radiológico (falha terapêutica).
Função Renal foi avaliada por: Nível de creatinina mais alto após transplante renal (basal), creatinina no momento da injeção endoscópica e 2 anos após o tratamento. Os grupos foram comparados utilizando teste T pareado, considerando p< 0,05 estatisticamente significante.
Resultados: Nenhuma diferença estatisticamente significante foi encontrada entre os grupos. Perda de função renal foi observada apesar de sucesso clínico ou radiológico sem alteração na evolução de creatinina nos 3 grupos.
Conclusões: Injeção endoscópica como tratamento de RVU tem uma baixa taxa de resolução radiológica, mas pode prevenir novos episódios de pielonefrite na maioria dos pacientes. Grau de RVU não interferiu na taxa de sucesso. Apesar de sucesso clínico ou radiológico , o tratamento não preveniu piora de função renal a longo prazo.

Palavras Chave ( separado por ; )

Refluxo Vesicoureteral; injeção endoscópica; transplante renal.

Área

Transplante Renal / Miscelânea

Instituições

Faculdade de Medicina da USP - SP - Sao Paulo - Brasil

Autores

Ioannis Michel Antonopoulos, Affonso Celso Piovesan, Hideki Kanashiro, William Carlos Nahas, Felipe Saraiva Bernardes, Matheus de Almeida Carvalho Siqueira, Gustavo Xavier Ebaid, Rafael Fagionato Locali, Renato Falci Júnior, Marcelo Puppo Bigarella