Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE DA PREVALENCIA DE NEFROLITIASE EM PACIENTES PORTADORES DE DOENÇAS INFLAMATORIAS INTESTINAIS EM UM HOSPITAL TERCIARIO DE SANTO ANDRE-SP

Resumo

Introdução
A nefrolitíase, mundialmente, representa grave problema de saúde pública devido sua alta prevalência na população geral (1-15%). Em pacientes portadores de doenças inflamatórias intestinais (DII), cuja fisiopatologia da doença de base interfere na absorção, reabsorção e excreção de sais minerais e metabólitos, esta prevalência apresenta-se aumentada (7-15%). A fim de estabelecer esta prevalência em nossa população e aprofundar o conhecimento neste tema, realizamos a presente análise.
Materiais e Métodos
Um estudo descritivo, transversal, retrospectivo, foi realizado analisando os prontuários de pacientes portadores de DII no período compreendido entre janeiro de 2013 a janeiro de 2017. Foram incluídos no estudo pacientes de qualquer gênero, independente da idade, seguidos em ambulatório de proctologia por DII, com exames de imagem (Tomografia de Abdome ou Ultrassonografia de rins e vias urinárias) realizados durante o seguimento clínico.
Resultados
Foram incluídos 60 pacientes na análise. Destes 45% (27) eram do sexo masculino, enquanto 55% (33) do sexo feminino. A maioria dos pacientes (65%) estava distribuída entre 30-60 anos. A Doença de Crohn (DC) foi a patologia de base em 43,3% (26) pacientes e a Retocolite Ulcerativa (RU) acometia 34 (56,7%) pacientes da amostra. Em treze pacientes (21,67%) foi identificado a presença de nefrolitíase nos exames de imagens revisados, sendo que 5 (38,4%) eram portadores de DC, enquanto 8 (61,4%) que apresentavam RU.
Discussão
Em nosso estudo, o predomínio discreto da combinação nefrolitíase-DII na população feminina apresenta concordância com a literatura, porém distante da faixa etária predominantemente descrita por outros autores – maior prevalência entre a 2ª e 3ª década de vida. - não corrobora os nossos achados, que apresenta faixa etária mais elevada de acometimento, provavelmente relacionado ao perfil assistencial de nossa instituição. A prevalência global de nefrolitíase nestes pacientes apresentou-se de 2-3 vezes mais frequente do que o anteriormente descrito.
Conclusão
A nefrolitíase parece apresentar prevalência muito mais elevada nos pacientes portadores de DII do que os dados disponíveis atualmente. Por esse motivo, estamos instituindo o ambulatório de litíase e doenças inflamatórias intestinais em nossa instituição (FMABC) e, em um futuro próximo, teremos dados mais sólidos e robustos para determinar a real prevalência de cálculos urinários coincidentes com esta condição clínica.

Palavras Chave ( separado por ; )

Nefrolitíase; endourologia; doença inflamatória intestinal; retocolite ulcerativa; doença de Crohn; cálculo urinário; litíase urinária

Área

Litíase / Endourologia

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - Sao Paulo - Brasil

Autores

Vinicius Dall'Aqua, Luiz Alexandre Villares Costa, Mario Henrique Elias Mattos, Alexandre Augusto Monteiro Sato, Antonio Flavio Rodrigues, Luciana Fernandes Cavalleiro Macêdo, Luiza Fernandes Giro, Willy Baccaglini, Antonio Correa Lopes Neto, Sidney Glina