Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

EFEITO DA TOXINA BOTULÍNICA INTRADETRUSORA E A CAPACIDADE FUNCIONAL, A DOR E QUALIDADE DE VIDA DE INDIVÍDUOS COM LESÃO MEDULAR

Resumo

O trauma raquimedular gera danos ao paciente, seus familiares e à sociedade. Uma das complicações da lesão medular é a disfunção vesical, secundária a bexiga neurogênica. Cerca de 70 a 80% dos pacientes com lesão raquimedular tem disfunção vesical. O tratamento das desordens urinárias é de suma importância para reduzir a morbidade e mortalidade em indivíduos com bexiga neurogênica e preservar a sua qualidade de vida e participação social. A aplicação de toxina botulínica intradetrusora é um recurso utilizado para tratar a bexiga com hiperatividade. O objetivo é diminuir pressão vesical durante a fase de enchimento da bexiga, reduzindo as complicações como refluxo vesico ureteral hidronefrose e complicações renais. As complicações na saúde do lesado medular crônico, como dor musculoesquelética, espasticidade, entre outras, foram associadas a baixa qualidade de vida. Minimizar o impacto dessas complicações deve ser uma prioridade no cuidado das pessoas com lesão medular. OBJETIVOS Geral Verificar se a primeira aplicação de toxina botulínica intradetrusora como tratamento da bexiga neurogênica refratária melhora a qualidade de vida e a capacidade funcional de pacientes com traumatismo raquimedular. Específicos Caracterizar a amostra quanto aspectos clínico, Identificar os efeitos da toxina botulínica na capacidade funcional; na qualidade de vida, na frequência dos espasmos dos pacientes um e quatro meses após a aplicação; Identificar os efeitos da toxina botulínica na intensidade da dor neuropática dos pacientes; Identificar a resposta na disfunção vesical após aplicação da toxina botulínica, através do estudo urodinâmico. METODOLOGIA Estudo observacional, com seguimento de quatro meses, com 25 pacientes com trauma raquimedular, realizado em um centro de referência em reabilitação em Belo Horizonte, que se submeterem ao primeiro procedimento cirúrgico para injeção intradetrusora de toxina botulínica. Serão utilizados os seguintes instrumentos para avaliação: Qualiveen (QV-SF), Medida de Independência da Medula Espinhal III (SCIM III), Escala de frequência de espasmo de Penn, Escala Visual Analógica de Dor, Questionário para caracterização dos pacientes. Os dados serão analisados através do software estatístico IBM SPSS versão 22.0. O Projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação.

Palavras Chave ( separado por ; )

Lesões da medula espinhal; Bexiga urinária neurogênica; Toxina botulínica tipo A; Qualidade de vida; Incapacidade Funcional; Dor Neuropática; Espasticidade

Área

Uroneurologia / Disfunção Miccionais / Urodinâmica

Instituições

Hospital Sarah - Minas Gerais - Brasil

Autores

Wladimir Gama Silva, Filipe Gustavo Lopes, Aline Rodrigues Abreu Miranda, Ana Paula Santos