Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

GANGLIONEUROMA DE ADRENAL

Resumo

Ganglioneuroma Adrenal
Adriano Salvestro, Ricardo Miyaoka, Theago Santo, Idvaldo Messias, Pedro Dametto, Cassio Riccetto
Introdução:Os ganglioneuromas (GN) são tumores neurogênicos de crescimento lento e comportamento benigno, originados da crista neural, histologicamente formados por células ganglionares maduras e por células mesenquimais de schwann.
São tumores raros, mais frequentemente encontrados no mediastino posterior, retroperitônio, adrenal, qualquer topografia do plexo simpático paravertebral.
Pela intensa disseminação dos métodos de imagem nos dias atuais, o diagnóstico de incidentalomas vem aumentando, e embora os ganglioneuromas sejam considerados tumores benignos, sua diferenciação inequívoca com outras entidades, inclusive malignas por vezes só se substancia através de exame histopatológico.
Objetivos:Relatar o diagnostico e implicações cirúrgicas em caso de ganglioneuroma de adrenal.
Métodos:Relato de caso suportado pela análise clínica e exames subsidiários sedimentados em revisão da literatura pertinente ao assunto.
Resultados:M.F.M.A. 16 anos, leucodérmica, encaminhada por achado incidental de nódulo em adrenal à ultrassonografia. Lesão confirmada à tomografia, como expansiva, hipodensa, regular, com impregnação progressiva de contraste, medindo aproximadamente 55X56x34mm.
Assintomática, hipertensão arterial.
Análise laboratorial dosagens de cortisol, ACTH, metanefrinas urinarias, renina e aldosterona, condizentes com normalidade.
Paciente submetida adrenalectomia direita videolaparoscópica, margeada pelo tamanho da lesão e pelo seguimento diagnóstico.
Intervenção cirúrgica evidenciou ausência de infiltração aos planos adjacentes. Histopatológico GN de adrenal como resultado.
Pós cirúrgicos sem intercorrências obtendo alta precocemente.
GN apresentam estrutura histológica variável, inclusive em relação ao grau de maturação, concorrendo com diagnósticos diferenciais como neuroblastoma e ganglioneuroblastoma.
Literatura corrobora o fato de uma porcentagem significante de tumores retroperitoniais serem malignos, e as limitações radiológicas atuais em se definir com melhorar acurácia diagnostica, colocam a cirurgia como forma corrente no manejo dessas patologias
Conclusões:GN são tumores neuroblasticos incomuns de caráter benigno, normalmente identificados de forma incidental, e a dificuldade reside justamente no diagnostico pré-operatório devido a sua paucidade de sintomas e evolução remissa.

Palavras Chave ( separado por ; )

ganglioneuroma, adrenal, adrenalectomia

Área

Uro-oncologia

Instituições

CMC - Sao Paulo - Brasil

Autores

adriano salvestro, ricardo miyaoka, theago arruda espirito santo, adriano angelo cintra, Idvaldo salazara messias