Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

LINFADENECTOMIA ROBOTICA DE RESGATE NO CANCER DE PROSTATA

Resumo

Introdução: O uso crescente do PET/ CT PSMA levou a um aumento na detecção do câncer de próstata metastático de baixo volume, como recidivas nodais isoladas, contribuindo para uma mudança no paradigma de tratamento desses pacientes. A linfadenectomia de resgate já aparece como uma possível opção de tratamento para homens com recidiva nodal após tratamento local. Apesar de resultados controversos, pode ser utilizada na tentativa de retardar a utilização de tratamentos sistêmicos para o câncer de próstata.
Objetivo: Apresentar abordagem cirúrgica assistida por robótica de paciente portador de metástase linfonodal pélvica isolada, após tratamento local para o câncer de próstata.
Métodos: Paciente 71 anos, no pós-operatório de prostatectomia radical retropúbica há 10 anos, continente, potente com relações sexuais 3x por semana. Estádio patológico inicial pT3a. Submetido a radioterapia adjuvante com 3600cGy 4 meses após a cirurgia. Apresentou recidiva bioquímica, PSA 0,43ng/dl. Solicitado PETCT de PSMA-68Ga que identificou lesão metastática única em cadeia linfonodal ilíaca interna esquerda. Após apresentar as opções de tratamento, optado por linfadenectomia robótica de resgate. Decidiu-se por marcação do linfonodo suspeito com carvão, por punção percutânea guiada por tomografia. Após o procedimento de radio intervenção o paciente foi encaminhado ao centro cirúrgico.
Resultados: Sob anestesia geral, realizado pneumoperitônio, 4 punções de 8mm e 1 de 5 com utilização de 3 pinças do robô. Realizado linfadenectomia pélvica completa com abordagem ampla da área marcada pelo carvão. O tempo de cirurgia foi 130 minutos, sem sangramento ou outras complicações, e não foi locado dreno na cavidade após o procedimento. O paciente evoluiu bem e recebeu alta hospitalar 16 horas após o término do procedimento. O resultado anatomo-patológico identificou 41 linfonodos retirados com 5 acometidos em cadeia ilíaca interna esquerda por metástase de adenocarcinoma de próstata com maior massa metastática de 8mm com presença de invasão extracapsular. Após 30 dias do procedimento o índice do PSA sanguíneo se tornou indetectável. Paciente encontra-se bem após 9 meses de seguimento sem alteração de PSA
Conclusão: Com a disseminação do uso do PET PSMA e a detecção de recidivas linfonodais cada vez mais precoces, a linfadenctomia de resgate por via robótica torna-se uma ferramenta útil, de fácil realização, com baixo índice de complicações e excelentes resultados.

Palavras Chave ( separado por ; )

CANCER DE PRÓSTATA; LINFADENECTOMIA; RECIDIVA BIOQUIMICA; CIRURGIA ROBÓTICA

Área

Uro-oncologia

Instituições

CENTRO UNIVERSITARAIO CLARETIANO - Sao Paulo - Brasil, HOSPITAL MORIAH - Sao Paulo - Brasil

Autores

JOAO PADUA MANZANO, FABRIZIO MAGALDI MESSETTI, FREDERICO TEIXEIRA BARBOSA, DANIEL LUIZ PAULILLO, DAVI SOUZA CONSTANTIN, VINICIUS MENEGUETTE GOMES SOUZA, TIAGO CYRILLO DEVITTE, RAFAEL TSUTOMU MARTINS YADOYA, JOSE RICARDO CRUZ SILVINO, RICARDO LUIS VITA NUNES