Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

REVISAO QUALITATIVA DA LITERATURA SOBRE TRATAMENTO DE SINTOMAS RELACIONADOS AO CATETER URETERAL DUPLO J

Resumo

Introdução: Urolitíase é uma enfermidade de alta prevalência, sendo a colocação de cateter ureteral duplo J muito empregada durante os tratamentos endourológicos. Cerca de 80% desses pacientes apresentam sintomas urinários ou dor relacionados ao cateter.

Objetivos: Realizar revisão sobre tratamento de sintomas relacionados ao cateter ureteral Duplo J a fim de conhecer se existe e qual é a terapia medicamentosa mais eficaz no controle destes sintomas.

Métodos: Este estudo consiste em uma revisão sistemática da literatura de caráter qualitativo. As informações sobre os estudos foram extraídas do portal PubMed. Descritores utilizados são: cateter ureteral, cateter duplo J e sintomas urinários. Foram incluídos 26 estudos nesta revisão, sendo fator de inclusão: adultos submetidos a colocação de cateter ureteral unilateral após procedimento endourológico ureteral e renal retrógrado para tratamento de litíase urinária.

Resultados: O cateter ureteral pode gerar uma gama de sintomas urológicos. Neste sentido, as classes de medicamentos estudadas para atenuar tais sintomas são: antimuscarínicos, alfa bloqueadores e inibidores da 5 fosfodiesterase (PDE5). Os primeiros estudos na literatura demonstram que a tolterodina e a solifenacina - medicações da classe dos antimuscarinicos – apresentam evidência na melhora dos sintomas em pacientes que possuem Duplo J. A seguir, esta classe foi superada pelos alfa bloqueadores. Ensaios clínicos e metanálises demonstram redução de sintomas urinários e dor relacionados ao cateter ureteral com uso de alfa bloqueadores: Alfuzosin, Terazosin e Tamsulosin. Por fim, estudos recentes apontam os inibidores da PDE5 como a classe mais eficaz no tratamento de sintomas relacionados ao Duplo J. Exemplos de medicações são: Vardenafil, Sildenafil e Tadalafil. Tal superioridade foi evidenciada em 2015 por meio de estudo acerca do uso de Tadalafila e Tansulosin. Na análise multivariável, não houve diferença entre as medicações em relação a sintomas urinários, saúde geral, performance laboral. Tadalafila obteve melhores resultados que Tansulosin quando comparado os quesitos dor corporal e saúde sexual.

Conclusão: Conclui-se que em pacientes sexualmente ativos o uso de inibidores da PDE5 deve ser escolhido como primeira opção para tratamento de sintomas relacionados ao cateter ureteral. Todavia, para ratificar esses resultados são necessários novos estudos multicêntricos.

Palavras Chave ( separado por ; )

Sintomas urinários; cateter ureteral; duplo J

Área

Litíase / Endourologia

Instituições

Universidade Estadual de Campinas - Sao Paulo - Brasil

Autores

Guilherme Miranda Andrade, Wilmar Azal Neto, Ricardo Miyaoka, Thairo Alves Pereira , Rodrigo Gonzalez Bocos, Ivan Borin Selegatto, Joao Marcos Ibrahim de Oliveira