Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

COMO IMPLEMENTAR UM PROGRAMA DE CIRURGIA ROBOTICA MANTENDO DESFECHOS ONCOLOGICOS E FUNCIONAIS EXCELENTES

Resumo

Introdução: Atualmente, nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, a prostatectomia radical robótica (PRR) corresponde à maioria das cirurgias realizadas para tratamento do câncer de próstata localizado. No Brasil, o uso dessa técnica ainda é restrito aos grandes centros. No entanto, nos últimos 5 anos, observou-se um aumento expressivo em sua utilização. Nesse contexto, em 2018, o Hospital Moinhos de Vento (HMV) iniciou o primeiro programa de cirurgias robóticas em uma instituição privada no sul do país, sendo a PRR o procedimento mais realizado.
Objetivos: relatar a experiência inicial de prostatectomia radical assistida por robô realizada no HMV.
Métodos: No período de março de 2018 a março de 2019, 77 pacientes foram tratados com a PRR. As características anatomopatológicas e os resultados perioperatórios dos procedimentos são descritos neste estudo. As cirurgias foram realizadas ou acompanhadas por proctor experiente. A progressão dos cirurgiões em treinamento está sendo monitorada através de critérios previamente definidos.
Resultados: Follow-up mediano foi de 128 dias. A média de idade e PSA dos pacientes foi de 66 anos e 7,36 ng/ml, respectivamente. Todos os procedimentos foram realizados por via transperitoneal, com sangramento médio foi 70 ml. Nenhum paciente necessitou de transfusão sanguínea. O tempo mediano de internação foi 3 dias. O tempo médio de sondagem vesical foi de 9,3 dias. Em relação aos desfechos funcionais, 94% dos pacientes estavam totalmente continentes ao final do follow-up. Desses, 68.6% dos pacientes apresentaram continência imediata após retirada da sonda. Em relação aos pacientes potentes previamente à cirurgia, o SHIM pré-operatório médio foi de 20,9. Desses, 81,6% apresentavam ereções suficientemente rígidas para penetração com um tempo médio até a primeira ereção de 30,9 dias. A presença de margem cirúrgica comprometida por câncer ocorreu em 8% dos casos. Ocorreram 5 complicações: 2 pacientes apresentaram infecção urinária (Clavien II); 1 paciente, hérnia inguinal encarcerada (Clavien IIIa), 1 paciente com derivação ventrículo-peritoneal, meningite(Clavien IIIb); 1 paciente, hérnia de portal umbilical (Clavien I). Não houve conversão para outro acesso ou óbitos nesta casuística. Um paciente apresentou recidiva bioquímica.
Conclusões: Mesmo em sua fase inicial, combinando assistência e treinamento, o programa de cirurgia robótica do HVM apresentou segurança e excelentes resultados oncológicos e funcionais.

Palavras Chave ( separado por ; )

Prostatectomia radical robótica; uro-oncologia; câncer de próstata.

Área

Uro-oncologia

Instituições

Hospital Moinhos de Vento - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Pedro Glusman Knijnik, Pietro Waltrick Brum, Mauro Weiss, Gustavo Franco Carvalhal, Gustavo Schroeder, Rafael da Luz Boeno, Brasil Silva Neto, Milton Berger, Eduardo Franco Carvalhal, André Kives Berger