Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TRATAMENTO DE REFLUXO VESICO URETERAL POR MINILAPAROSCOPIA

Resumo

Introdução: O uso de instrumentos de minilaparoscopia tem ganho interesse nos últimos anos, permitindo tratamentos minimamente invasivos, sendo o reimplante ureteral para tratamento do refluxo vesicoureteral um deles.

Objetivos: Demonstrar técnica de correção de Refluxo Vesicoureteral (RVU) por minilaparoscopia em paciente pediátrica que teve falha de correção anterior com uso de Deflux e posteriormente Vantris.

Métodos: Vídeo de paciente feminina de 6 anos com diagnóstico de RVU à direita submetida em agosto de 2016 a minilaparoscopia transperitoneal, com 5 portais, com técnica anti-refluxo puramente extra-vesical (Lich-Gregoir) para correção de RVU direito, com os seguintes tempos cirúrgicos: liberação distal do ureter direito, retirada de material heterólogo (grânulos decorrentes do Deflux/Vantris), miotomia extravesical, confecção de túnel submucoso vesical sem desinserção do ureter e sepultamento ureteral com Vicryl 3.0.

Resultados: O tempo cirúrgico foi de 240 minutos e transcorreu sem intercorrências. Permaneceu sondada por 2 dias e internada por 3 dias. A paciente evoluiu sem infecções urinárias com cistografia miccional 11 meses após cirurgia com ausência de RVU.

Conclusão: O emprego da minilaparoscopia é uma opção factível para pacientes infantis e é método menos invasivo que o acesso laparoscópico comum com resultados satisfatórios.

Palavras Chave ( separado por ; )

minilaparoscopia; refluxo vésico-ureteral

Área

Urologia Pediátrica

Instituições

Fundação Assis Gurgacz - Parana - Brasil, Master Clínica - Parana - Brasil

Autores

Gustavo Marconi Caetano Martins, Alex Sato Tanaka, Mariana Araújo Barbosa Tanaka, Milton Tatsuo Tanaka, José Barbosa Mendes Junior, Eduardo Fernando Pacagnan, Fábio Luiz Souza, Diego Sato Tanaka, Juan Mateus Santana Mendes, Iago Augusto Santana Mendes