Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PROSTATECTOMIA SIMPLES ROBOTICA COM ANASTOMOSE VESICO URETRAL E USO DE 3 PINÇAS – OTIMIZANDO CUSTOS

Resumo

Introdução: As técnicas cirúrgicas minimamente invasivas vêm ganhando cada vez mais espaço no tratamento da hiperplasia benigna (HPB) das próstatas pequenas e médias. A prostatectomia simples aberta ainda é o tratamento mais utilizado para as de grande volume, e também o mais invasivo. A enucleação do adenoma com laser apresenta resultados similares à cirurgia aberta, no entanto os custos são elevados, apresenta dificuldade técnica e curva de aprendizado longa. Para superar as limitações da cirurgia aberta, a prostatectomia simples robótica foi recentemente introduzida. O desenvolvimento de novas alternativas, com custos viáveis e bons resultados, são importantes para o tratamento dos grandes adenomas.
Objetivos: Demonstrar a viabilidade da prostatectomia simples robótica com anastomose vésico-uretral total, uso de 3 pinças, e utilização de materiais permanentes re-esterilizáveis.
Métodos: Homem, 72 anos, diagnóstico de HPB de 260g e programação de tratamento cirúrgico. Sob anestesia geral e preparo habitual, realizado pneumoperitônio com agulha de Veress permanente, introduzido 4 trocateres de 8 mm permanentes para os braços robóticos (da Vinci Xi), e 1 trocater de 5mm permanente para o auxiliar. Utilizado 1 tesoura, 1 fenestrada bipolar e 1 porta-agulhas. Após dissecção do espaço de Retzius e secção do colo vesical, o plano subcapsular foi identificado e o adenoma ressecado. Realizado ponto em “X” no adenoma para manipulação e apresentação, para o qual é utilizado o porta-agulhas locado no 4º braço do robô. Após a mobilização total do adenoma, seccionado a uretra por dentro da cápsula prostática. Realizado hemostasia com pontos e eletrocautério, e anastomose completa do colo vesical na uretra do ápice prostático com fio barbado 3-0. A cápsula prostática anterior foi fechada contra a parede anterior da bexiga. Uma sonda de Foley 18fr de 2 vias foi deixada, sem irrigação. Não realizado drenagem da cavidade.
Resultados: Tempo de cirurgia foi de 110 minutos. Perda sanguínea estimada de 200 mL. Paciente evoluiu assintomático, alta no 1º dia. Retirada sonda vesical em 5 dias. Após 30 dias apresentava-se sem queixas, jato forte, continente e potente.
Conclusão: A prostatectomia simples robô-assistida é segura e apresenta eficácia semelhante à cirurgia aberta. O uso de apenas 3 pinças é factível, barateando o procedimento. A anastomose completa evita sangramento e elimina a necessidade de irrigação, abreviando a internação e diminuindo os custos.

Palavras Chave ( separado por ; )

cirurgia robótica; prostatectomia simples; hiperplasia prostática benigna; adenoma.

Área

Hiperplasia Prostática Benigna

Instituições

HOSPITAL MORIAH - INSTITUTO DA PRÓSTATA - Sao Paulo - Brasil, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SAO PAULO - Sao Paulo - Brasil

Autores

JOAO PADUA MANZANO, FREDERICO TEIXEIRA BARBOSA, TIAGO CYRILLO DEVITTE, THAINÃ OLIVEIRA AZAMBUJA, RODRIGO PERRELLA, DANIEL LUIZ PAULILLO, DAVI SOUZA CONSTANTIN, JOSE RICARDO CRUZ SILVINO, FABRIZIO MAGALDI MESSETTI, RICARDO LUIS VITA NUNES