Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Problemas com bulldog laparoscópico durante nefrectomia parcial no tratamento de nódulos renais : como resolver?

Resumo

Introdução: Nefrectomia parcial é a principal opção de tratamento com intuito curativo em todo mundo para pacientes com massas renais pequenas (cT1a). O bulldog laparoscópico é um instrumento cirúrgico utilizado para clampeamento do pedículo renal e o seu manejo em situações diíceis é de suma importância na redução do tempo de isquemia quente.Objetivo:Apresentar duas situações difíceis durante nefrectomia parcial laparoscópica de dois casos operados no Serviço de Urologia do Hospital Santo Antônio em dezembro de 2018 e abril de 2019.Métodos:Edição de vídeo em HD de casos clínicos de dois pacientes submetidos a nefrectomia parcial laparoscópica para o tratamento de massas renais com ênfase na resolução de situações difíceis envolvendo a retirada do bulldog laparoscópico. Resultados:O primeiro caso é paciente do sexo feminino, 51 anos com achado incidental de tumoração na cortical anteromedial do terço inferior do rim esquerdo medindo 5,1 x 5,0 x 3,5 cm caracterizado por raros focos de gordura e predomínio de componente sólido não adiposo com acentuado realce pelo meio de contraste. Foi submetida a nefrectomia parcial laparoscópica em dezembro de 2018 com tempo de isquemia de 21 minutos. Durante a retirada do bulldog laparoscópico, o mesmo adentrou na abertura distal presente na pinça retiradora o que motivou passagem de novo trocarte de 10 mm para passagem de aplicador de hemo-o-lok que foi utilizado para desclampear o bulldog com sucesso. O segundo caso é paciente masculino, 44 anos, submetido em abril de 2019 a nefrectomia parcial laparoscópica para tratamento de tumor renal à direita com tempo de isquemia de 25 minutos. TC com contraste nódulo de 2,5 x 2,4 cm com realce ao contraste localizado na cortical póstero-medialmente do terço médio do rim direito.Durante desclampeamento da artéria renal o bulldog adentrou na abertura distal presente na pinça retiradora e com auxílio de pinça tipo Maryland na mão esquerda foi possível a retirada efetiva sem necessidade de passagem de trocarte adicional.Conclusões:A nefrectomia parcial laparoscópica é uma cirurgia tecnicamente desafiadora até para urologistas experientes em cirurgia minimamente invsasiva. Reconhecer e saber lidar com situações difíceis durante o ato cirúrgico podem reduzir o tempo de isquemia quente e evitar perda total do rim e/ou conversão para cirurgia aberta.

Palavras Chave ( separado por ; )

massas renais; nefrectomia parcial laparoscópica; situações difíceis;bulldog laparoscópico.

Área

Uro-oncologia

Instituições

OSID - Bahia - Brasil

Autores

Wendel Souza Kruschewsky, Thiago Garcia de la Torre Meireles, Lucas Prates da Nova, Francisco Lustiago Junior, Geovani de Brito Braga Júnior, Nilo Jorge Carvalho Leão Barretto, Ricardo Santos Souza, Nilo César Leão Barretto de Souza