Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE DO VALOR PROGNOSTICO DA RELAÇAO NEUTROFILOS-LINFOCITOS EM CARCINOMA UROTELIAL DE BEXIGA

Resumo

Introdução: O carcinoma urotelial de bexiga (CUB) é o segundo tumor urológico mais frequente, apresentando uma estimativa de 81.190 novos casos diagnosticados em 2018. A alta incidência, associada a múltiplas recorrências e progressão tumorais, implicam diferentes formas de tratamento a serem instituídos. Apesar da distinção entre os subtipos tumorais, ainda existe uma grande dificuldade de diferenciar de maneira absoluta, quais deles apresentarão recorrência e/ou progressão após o tratamento inicial, visto que tumores de morfologia semelhante podem apresentar comportamentos diferentes. A relação neutrófilos-linfócitos (RNL), apesar de bem elucidada em outras neoplasias, apresenta um valor prognóstico ainda pouco estabelecido no CUB. Objetivos: Analisar o papel prognóstico da RNL e sua função como biomarcador de recorrência e progressão do CUB. Métodos: Estudo prospectivo observacional envolvendo um total de 98 pacientes portadores de CUB, diagnosticados, tratados e acompanhados no período de outubro de 2016 a julho de 2018, no serviço de Urologia e Programa de Residência Médica em Urologia do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (HSPM-SP). Os pacientes foram diagnosticados inicialmente com ressecção endoscópica transuretral de bexiga (RTUb), sendo subdivididos em quatro grupos de acordo com o resultado histopatológico. A RNL foi obtida de exames laboratoriais pré-operatórios no dia anterior à cirurgia (RTUb). Resultados: A média de idade foi de 69 anos, sendo a maior parte da amostra populacional do sexo masculino (61%) e tabagistas (79%). Não houve diferença significativa na associação entre RNL e taxas de recorrência ou progressão do CUB. Considerando as curvas de sobrevida, não houve diferenças de sobrevida livre de recidiva (SLR) tumoral ou câncer-específica (SCE) para os grupos quando consideramos a RNL como fator prognóstico. Conclusão: Os resultados do presente estudo não demonstraram diferença significativa em termos de recorrência/progressão tumorais, sobrevida livre de recidiva ou sobrevida câncer-específica, independente do grau tumoral.

Palavras Chave ( separado por ; )

Carcinoma urotelial de bexiga; Câncer de bexiga; Relação neutrófilos-linfócitos; Valor prognóstico

Área

Uro-oncologia

Instituições

Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (HSPM) - Sao Paulo - Brasil

Autores

Felipe Goulart Nehrer, Nelson Gaspar Dip Júnior, Alexandre Crippa Sant'anna, Felipe Guilherme Hamoy Kataoka, Bruno Garcia Dias, João Henrique Aguayo Mussy, Luiz Otavio Rodrigues Ribeiro, Renato Katipiam Giron