Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

URETROPLASTIA COM ENXERTO DE MUCOSA VESICAL: UMA OPÇAO A SER CONSIDERADA NUM UNIVERSO DE AREAS DOADORAS TAO RESTRITAS.

Resumo

Introdução
A incidência de estenose de uretra é de 1/10 mil homens aos 25 anos e 1/1 mil homens aos 65 anos. As causas podem ser idiopáticas, traumáticas e infeccioso-inflamatórias. O quadro clínico apresenta-se basicamente com sintomas obstrutivos do trato urinário inferior. O diagnóstico padrão ouro ainda é a uretrocistografia retrógrada e miccional e o tratamento vai depender das características da estenose e experiência do cirurgião. Existem inúmeras técnicas descritas, variando de termino-terminal até uso de retalhos e enxertos, dos quais o mais utilizado é o enxerto de mucosa oral.

Relato de Caso.
Masculino, 65 anos, hipertenso, sofreu trauma abdominal fechado há 30 anos sem comprometimento pélvico, mas com necessidade de uso de sonda vesical de demora. Não apresenta histórico de uretrites ou traumas uretrais. Sua queixa principal é jato urinário fraco de longa data, com piora recente, evoluindo com quadro de retenção urinária e necessidade de cistostomia supra-púbica. Para investigação realizou uretrocistografia que demonstrou boa abertura do colo vesical e presença de dois pontos de estreitamento distando aproximadamente 3cm, em topografia da uretra peno - bulbar. Ecografia visualizou cálculos vesicais e uretrais. O tratamento proposto foi vesicolitotripsia aberta e uretroplastia com enxerto de mucosa vesical pela técnica descrita por Barbagli. Paciente ficou sondado com sonda Foley 16fr por três semanas, apresentando melhora dos sintomas depois da retirada da mesma.

Conclusões:
A escolha da opção terapêutica para o tratamento da estenose de uretra vai depender das características, como sua extensão, e da experiência do cirurgião com as diversas técnicas de uretroplastia. A utilização de enxertia é a opção em casos de estenoses extensas, no entanto a oferta de tecido autólogo doador, muitas vezes, é limitada e a escolha de mucosa vesical como enxerto pode ser considerada uma opção, principalmente em casos no qual a abertura vesical se faça necessária, obtendo-se resultados semelhantes a outras técnicas.

Palavras Chave ( separado por ; )

Uretra; estenose; uretroplastia

Área

Trauma / Uretra / Urologia Reconstrutora

Instituições

Hospital de Clinicas de Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, Hospital Geral de Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Marcio Araldi, Gustavo Piazza Toniazzo, Leonardo Petteffi, Antônio Rebello Horta Görgen, Aline Gularte Teixaira da Silva, André Sobreiro Fernandes, Arthur José Ghissi, Artur de Oliveira Paludo, Tiago Elias Rosito