Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEFRECTOMIA PARCIAL LAPAROSCOPICA: COMPARATIVO DE TEMPOS CIRURGICO E DE ISQUEMIA EM SERIE DE 59 PACIENTES COM TUMORES RENAIS

Resumo

Introdução: A Nefrectomia Parcial Laparoscópica vem sendo realizada na nossa instituição desde 2005 até os dias atuais como forma de tratamento do câncer localizado dos rins.Objetivo: O objetivo desta análise foi verificar a curva de aprendizado da equipe cirúrgica da instituição em relação ao tempo cirúrgico e tempo de isquemia quente entre 2 grupos de pacientes divididos de 2005 a 2015 e de 2016 a 2019. Métodos: De 2005 a 2019 foram realizadas 59 nefrectomias parciais laparoscópicas como forma de tratamento do câncer renal localizado, realizadas pela mesma equipe cirúrgica, seguindo a mesma técnica de liberação renal e isolamento do pedículo renal seguido de clampeamento arterial , excisão do tumor com margem de segurança e reconstrução do parênquima renal com vicryl 0, hemolocks e surgicel. O banco de dados foi composto por 35 pacientes no período de 2005 a 2015 e por 24 pacientes de 2016 a 2019. Os tumores variaram de 1,0 a 6,5 cm de diâmetro; as lesões encontravam-se desde pólos inferior e superior bem como em 1/3 médio anterior ou posterior. Análise estatística por meio de teste de T-student para comparação dos grupos. Resultados: A média do tempo cirúrgico para o período de 2005 a 2015 foi de 245 ± 65 minutos (min), e para o período de 2016 a 2019 foi de 227 ± 62 min; o P-valor foi maior do que a significância de 0,05 (0,569). Logo, não houve diferença significativa entre o tempo cirúrgico dentre os grupos (2005 a 2015 e 2016 a 2019) a 5% de significância. Em relação ao tempo de isquemia quente, a média para o período de 2005 a 2015 foi de 27 min e para o segundo período, de 2016 a 2019 foi de 23 min. O P-valor foi de 0,075, pouco maior que a significância de 0,05. Conclusão: Houve notadamente uma evolução da equipe cirúrgica na realização de nefrectomia parcial laparoscópica para tratamento do câncer renal localizado quanto ao tempo cirúrgico e ao tempo de isquemia quente. O fato da estatística não demonstrar diferença significante, deve-se não só ao número baixo de casos, mas também ao fato de terem sido realizados casos de maior complexidade como os tumores de maior volume, os endofíticos, os meso-renais, os hílares, os portadores de rim único ou remanescente e os com antecedentes cirúrgicos, após evolução técnica da equipe.

Palavras Chave ( separado por ; )

VIDEOLAPAROSCOPIA; NEFRECTOMIA; PARCIAL

Área

Uro-oncologia

Instituições

MASTERCLINICA CASCAVEL - Parana - Brasil

Autores

Milton Tatsuo Tanaka, Jose Barbosa Mendes Jr, Fabio Luis Souza, Eduardo Fernando Pacagnan, Diego Sato Tanaka, Gustavo M C Martins, Juan M S Mendes, Lucas Mantovani Chrun, Iago A S Mendes, Alex Sato Tanaka