Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ESTUDO PROSPECTIVO COMPARANDO AS DIFERENTES INCISOES PARA O TRATAMENTO CIRURGICO DA HIDROCELE – RESULTADOS PRELIMINARES

Resumo

Objetivo: A hidrocele é uma doença comum no sexo masculino. Ela pode ser congênita ou adquirida. O tratamento é principalmente cirúrgico, havendo várias técnicas descritas, mas até hoje não se sabe qual seria o melhor tipo de incisão escrotal para o seu tratamento. O objetivo deste estudo é avaliar os resultados pós-operatórios com as diferentes incisões em bolsa escrotal para o tratamento cirúrgico da hidrocele.
Material e Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo não randomizado, em que os pacientes portadores de hidrocele unilateral e bilateral foram divididos em 2 grupos distintos: pacientes com hidrocele unilateral ou bilateral submetidos a incisão em rafe escrotal (GRUPO 1) e pacientes com hidrocele unilateral ou blilateral submetido a incisão transversa no escroto (GRUPO 2). Foram feitas as medidas do volume de líquido e dos diâmetros da bolsa escrotal, e os seguintes parâmetros foram avaliados no 15º e 30º dia de pós-operatório: deiscência de sutura, infecção de ferida operatória, dor e hematoma. Após as coletas de dados será feita a análise estatística com o programa de computador Graphpad Prisma 6.
Resultados: Foram estudados até o momento 9 pacientes com idade entre 16 e 68 anos (média=52,11) do Grupo 1 e 6 pacientes com idade entre 20 e 65 anos (média= 48,5) do Grupo 2. Os pacientes do Grupo 1 tiveram o volume da hidrocele entre 62 e 900ml (média=349,38) e foram observados 2 casos de deiscência da sutura na rafe escrotal (22,2%) e apenas 1 caso de dor forte aos 15 dias de acompanhamento. No Grupo 2 o volume da hidrocele variou entre 40 e 800ml (média=308,33 ml) e observamos deiscência em apenas 1 caso e houve dor mais forte em 2 casos. Em ambos os grupos não houveram hematoma nem infecção no pós-operatório. O teste exato de Fisher foi utilizado para avaliar se há associação entre dor e tipo de incisão e deiscência e o tipo de incisão no 15º e 30º dia de pós-operatório. Os resultados demonstraram não haver significância estatística.
Conclusão: Os resultados ainda são preliminares e ainda não temos um número grande de pacientes mas parece que o tipo de incisão não tem associação com as complicações pós-operatórias.

Palavras Chave ( separado por ; )

Hidrocele; Hidrocele congênita; Aumento do volume escrotal; Hidrocelectomia.

Área

Ciência Básica

Instituições

Hospital Federal da Lagoa - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

Henrique Barbosa Menezes, Fernando Salles da Silva Filho, Edilaine Farias Alves, Rafael Marcos Andrade Ribeiro, João Carlos Hutter Filho, Luciano Alves Favorito, José Anacleto Dutra Resende Junior