Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

COMPARAÇAO DE SINTOMAS MICCIONAIS ENTRE HOMENS TABAGISTAS, EX TABAGISTAS E NAO TABAGISTAS INTERNADOS NO SETOR DE UROLOGIA DE UM HOSPITAL TERCIARIO DA AMAZONIA OCIDENTAL

Resumo

Introdução: Os sintomas do trato urinário inferior (STUI) em homens são mais comuns após os 40 anos, devido, principalmente, à associação com aumento benigno da próstata. Outras condições podem acarretar o surgimento desses sintomas, tais como a diabetes mellitus e as doenças neurológicas. Por outro lado, pouco se sabe sobre a associação entre tabagismo e STUI, exceção feita ao aumento na incidência de neoplasias do trato urinário e seu consequente quadro clínico. Objetivo: O presente estudo avaliou sintomas do trato urinário inferior em homens com mais de 40 anos de idade, comparando sua prevalência entre tabagistas, não tabagistas e ex-tabagistas (mais de 6 meses de cessação). Método: O estudo foi observacional, transversal e analítico. A amostra foi composta de homens com mais de 40 anos, internados no setor de urologia do Hospital de Base Dr Ary Pinheiro. Foram excluídos os pacientes com doenças neurológicas, estenose de uretra ou cirurgias prévias do trato urinário inferior, além dos que não tinham condição cognitiva de responder o questionário. Após consentir sua participação, os pacientes respondiam perguntas demográficas e clínicas, além do questionário “Escore Internacional de Sintomas Prostáticos” (IPSS). A coleta de dados ocorreu entre abril/2018 e março/2019. A análise estatística foi feita usando ANOVA para comparar IPSS entre grupos. Para o cálculo da amostra considerou-se 30% de diferença no IPSS, além de poder do teste de 80% e 5% de significância, resultando em 45 pacientes em cada grupo. Resultado: Foram recrutados 210 pacientes, assim divididos: 74 não tabagistas, 69 tabagistas e 67 ex-tabagistas. O grupo não tabagista apresentou média de IPSS de 13,58(11,39-15,77 95% IC), grupo tabagista 20,65(18,67-22,63 95% IC), e o grupo ex-tabagista 16,69(14,59-18,78 95%IC). O grupo não tabagista apresentou menor IPSS quando comparado tanto ao grupo ex-tabagista (p= 0,026) quanto aos tabagistas (p<0,0001). Na avaliação da qualidade de vida, o grupo não tabagista apresentou média 2,61(2,18-3,03 95%IC), tabagistas 3,71(3,42-4,00 95%IC), e o grupo ex-tabagista 3,15(2,78-3,52 95%IC). O grupo não tabagista apresentou melhor qualidade de vida quando comparado ao grupo tabagista (p<0,0001). Conclusão: Tabagismo e antecedente de tabagismo estão associados com piora no escore de sintomas do trato urinário inferior e qualidade de vida.

Palavras Chave ( separado por ; )

Sintomas do trato urinário inferior; Tabagismo; Hiperplasia Prostática; Próstata

Área

Hiperplasia Prostática Benigna

Instituições

Departamento de Urologia do Hospital de Base Dr Ary Pinheiro - Rondonia - Brasil

Autores

Eliakim Massuqueto Andrade Gomes Souza, Alessandro Prudente, Cid Olavo Scarpa Vasconcellos, Alexandre Batista Falqueti, Betânia Moreira Ghisi, Daniel Viana Carlos Cardoso, Oadmil Monteiro Da Silva Filho, Olavo Matheus Batista Falqueti, Marcelo Regis Lima Corrêa