Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

VALIDAÇAO DA VERSAO BRASILEIRA DO FUNCTIONAL ASSESSMENT OF CANCER THERAPY PROSTATE - FACT-P (VERSAO 4) EM PACIENTES COM CANCER DE PROSTATA

Resumo

Introdução: Embora o câncer de próstata seja o tumor de segunda maior frequência nos homens brasileiros, até o momento não há um instrumento validado para avaliação da qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) com aplicabilidade clínica e em pesquisas nesta população. A versão 4 do questionário Functional Assessment of Cancer Therapy-Prostate (FACT-P) tem sido amplamente utilizada em outros países e apresentou resultados satisfatórios na avaliação de suas propriedades em estudo prévio de revisão sistemática.
Objetivos: Validar a versão brasileira do FACT-P (versão 4) em homens com câncer de próstata não metastáticos.
Métodos: Foram avaliados pacientes com diagnóstico histopatológico de câncer de próstata e neles aplicados os questionários de avaliação da QVRS - SF-36 (Medical Outcomes Study 36 – Item Short-Form Health Survey) e FACT-P (versão 4). Após 7 a 15 dias, o FACT-P (versão 4) foi reaplicado em parcela da amostra que participou da primeira aplicação. Para a avaliação da confiabilidade foi analisada a consistência interna por meio do coeficiente α de Cronbach e a estabilidade da medida com emprego do coeficiente de correlação intraclasse. A validade convergente foi testada por meio da correlação do FACT-P (versão 4) com o SF-36. Para a validade de grupos conhecidos foi testada a hipótese de que o FACT-P (versão 4) é capaz de discriminar a QVRS em pacientes com diferentes classificações de risco de câncer de próstata.
Resultados: Foram avaliados 112 pacientes com câncer de próstata não metastáticos. Quanto à confiabilidade, foram obtidos satisfatórios coeficientes α de Cronbach (0,64-0,88) e ICC (0,75-0,93). Foram constatadas correlações significantes (r0,3-0,72) entre o FACT-P (versão 4) e o SF-36, o que aponta para a validade convergente. Na amostra estudada o FACT-P (versão 4) não foi capaz de discriminar a QVRS de pacientes não metastáticos.
Conclusões: A versão brasileira do questionário FACT-P (versão 4) mostrou evidências de confiabilidade e validade convergente para a avaliação da QVRS em homens brasileiros com câncer de próstata não metastáticos.

Palavras Chave ( separado por ; )

Câncer de próstata; FACT-P (versão 4); qualidade de vida; questionários; validação

Área

Uro-oncologia

Instituições

Universidade Estadual de Campinas - Sao Paulo - Brasil

Autores

Priscila Antonichelli de Held, Wagner Eduardo Matheus, Ângela Maria Elizabeth Piccolotto Naccarato, Roberta Cunha Matheus Rodrigues, Aline Akel Ferruccio, Ubirajara Ferreira