Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇAO DA INCONTINENCIA URINARIA EM PACIENTES SUBMETIDOS A PROSTATECTOMIA POR CANCER DE PROSTATA EM UMA UNIDADE DE BELEM-PA

Resumo

Introdução: O câncer de próstata é considerado o segundo mais comum na população masculina em todo o mundo. Sendo que um dos tratamentos de escolha para o câncer de próstata é a prostatectomia. No entanto, esse procedimento tem como uma das complicações tardias mais comum a incontinência urinária (IU).
Objetivos: Avaliar a incidência, as caracteística e a terapêutica da IU em pacientes submetidos a prostectomia como tratamento de câncer de próstata.
Métodos: Trata-se de um estudo ecológico exploratório. As informações foram coletadas a partir do banco de dados disponibilizado pelo Centro de Atendimento Médico e Fisioterápicos – CAMF Mônica Moura. A amostra foi composta de homens com câncer de póstata, submetidos à prostectomia. Foram empregados o Pad Teste para avaliação da IU e o KHQ (King’s Health Questionnaire) para analisar a qualidade de vida dos pacientes.
Resultados: Dos 70 pacientes selecionados, 68 (97,14%) desenvolveu IU e apenas 2 não. 14,28% tinham entre 45-54 anos, 40% entre 55-64 anos, 38,57% entre 65-74 anos e 7,15% entre 75-84 anos. Sendo que 64,71% apresentaram IU de esforço, 23,53% IU mista e 11,76% IU de urgência. 84,29% foi submetido à técnica radical (via perineal ou retropúbica) e 15,71% à técnica viodeolaparoscópica. Segundo o Pad Test, 29,41% tiveram IU moderada, 26,47% IU leve, 20,59% IU muito severa, 13,24% IU severa e 10,29% como resultado nulo. O KHQ apontou que 35,71% tiveram impacto na qualidade de vida em diversos domínios: desempenho em tarefas, limitação física e social, relações pessoais e emoções. Por fim, 61 pacientes trataram com fisioterapia (eficácia de 78,68%), 4 associaram anticolinérgico com fisioterapia (eficácia de 80%). O tempo para melhora clínica com os tratamentos utilizados foi de: 0-6 meses (60,37%); 7-12 meses (22,64%); 13-18 meses (11,32%); 19-24 meses (3,77%) e mais de 24 meses (1,9%).
Conclusões: A incidência de IU foi 97,14%, tendo como principais características pacientes entre 55-74 anos, submetidos à técnica radical, com IU de esforço e de grau moderado e mais de um terço teve impacto na qualidade de vida. A maior parte teve boa respota com a fisioterapia e melhorou em 6 meses ou menos.

Palavras Chave ( separado por ; )

Prostatectomia; Neoplasias da Próstata; Incontinência Urinária.

Área

Uro-oncologia

Instituições

Centro Universitário Do Estado Do Pará - Para - Brasil

Autores

Luiz Lima Bonfim Neto, Karlene Thayane Barros da Silva, Luma Carolyne Pires Negrão de Araújo, Matheus Ramos Protásio, Marcello José Ferreira Silva, Mônica Moura Ferreira, Marcus Baptista Queiroz