Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

INCONTINENCIA URINARIA DE NOVO EM MULHERES: INCIDENCIA APOS CORREÇAO CIRURGICA DO PROLAPSO GENITAL COM TELA VAGINAL (UPHOLD ®)

Resumo

Introdução: O uso de uma tela sintética na correção do Prolapso de Órgão Pélvico (POP) pode diminuir a taxa de recidiva da doença, proporcionando maior grau de satisfação das pacientes. Contudo, a correção do POP em pacientes previamente continentes pode acarretar no surgimento de Incontinência Urinária (IU) de novo.

Objetivo: Relatar a incidência de IU de novo após correção do POP com pexia no ligamento sacroespinhal com tela vaginal de polipropileno guiada por capio (Uphold), bem como avaliar sua eficácia e segurança.

Métodos: Estudo prospectivo incluindo pacientes com POP estádios maior ou igual a III que foram submetidas à cirurgia com Uphold. Incluíram-se pacientes que realizaram ou não Sling concomitantemente à correção do POP.

Resultados: Foram incluídas 54 pacientes com média de idade de 64,4 anos, Índice de Massa Corpóreo médio de 26,8 e Paridade média de 4,8. Na avaliação pré-operatória, das 54 pacientes, 32 (59,2%) eram continentes, enquanto as demais 22 (40,8%) evidenciaram algum tipo de IU. Destas, seis (11,1%) apresentavam IU de esforço (IUE), uma (1,9%) IU de urgência (IUU), sete (12,9%) IU mista (IUM) e oito (14,8%) IU oculta (IUO). No pós-operatório, 42 (77,7%) mulheres estavam continentes e 12 (22,2%) manifestaram IU, sendo três (5,6%) IUE, sete (13%) IUU e duas (3,7%) IUM. Em todas as 21 pacientes com diagnóstico pré-operatório de IUE, foi realizada também a cirurgia para a IU, sendo que 20 realizaram Sling Transobturatório e uma Sling retropúbico. Das 21 pacientes com cirurgia combinada, apenas uma apresentou IUE no pós-operatório imediato, a qual fora diagnosticada com IU oculta no pré-operatório. Apenas seis (18,8%) das 32 pacientes continentes no pré-operatório desenvolveram IU de novo, sendo duas com queixa de IUE, duas com IUU e duas com IUM. Das 54 pacientes operadas, cinco (9,2%) apresentaram complicações da tela, quatro com extrusão da tela pela vagina e uma com recidiva do POP. A taxa de recidiva foi de 1,8%.

Conclusões: A cirurgia com Uphold demonstrou ser segura, com 12,5% de IUE de novo. A realização do Sling concomitante à correção do POP demonstrou ser eficaz. A investigação da IUO, previamente à correção do prolapso, pode reduzir a incidência de IUE de novo no pós-operatório.

Palavras Chave ( separado por ; )

Prolapso de órgãos pélvicos; incontinência urinária; tela vaginal.

Área

Urologia Feminina

Instituições

Hospital Municipal e Maternidade Escola Dr. Mário de Moraes Altenfelder Silva - Vila Nova Cachoeirinha - Sao Paulo - Brasil, Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Gustavo Ferro Gomes da Silva, Susane Mei Hwang, Elisa Cristina de Miranda, Erica Carrato de Paula, Simone Pereira Vidotti, Raquel Doria Ramos Richetti, Raphael de Jesus Moreira, Luis Gustavo Morato de Toledo