Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RESULTADOS PERI-OPERATORIOS DA NEFRECTOMIA PARCIAL ABERTA, VIDEOLAPAROSCOPICA E ROBOTICA NO TRATAMENTO DO TUMOR RENAL EM UM CENTRO DE REFERENCIA NO TRATAMENTO DO CANCER

Resumo

Introdução: A nefrectomia parcial (NP) é considerada atualmente o padrão ouro no tratamento das pequenas massas renais (PMR) estádio clínico T1a. Poucos são os estudos disponíveis que comparam os resultados peri-operatórios das nefrectomias parciais aberta (NPA), vídeo-laparoscópica (NPVL) e robô-assistida (NPR) no tratamento das PMR. Objetivo: Avaliamos e comparamos os resultados peri-operatórios da NP realizada por três diferentes vias: NPA, NPVL e NPR no tratamento das PMR. Material e Método: Os dados peri-operatórios dos pacientes com tumor renal e submetidos à NP no período de maio de 2013 a maio de 2016 no Núcleo de Urologia do A.C. Camargo Cancer Center foram, retrospectivamente, coletados e avaliados. Os dados cirúrgicos foram comparados segundo a técnica cirúrgica empregada. Resultados: Trezentos e noventa NP foram revistas: 59 NPA, 251 NPVL e 80 NPR. Seguem resultados (média) comparativos entre NPA, NPVL e NPR, respectivamente: tamanho do tumor (3.73, 2.68 e 3.99cm), p=0.011; tempo de cirurgia (209, 189 e 159 min), p=0.012; tempo de isquemia (14.87, 15,83 e 9.98 min), p= 0.001; transfusão sanguínea (33.9, 29.1 e 40%), p=0.184; volume de transfusão sanguínea (3.3, 1.02 e 0.95 concentrado de hemácias), p= 0.018; taxa de conversão para cirurgia aberta (0, 4.8 e 1.25%), p=0.038; margem cirúrgica positiva (5.2, 6.5 e 2.5%), p=0.407; complicações precoces e tardias (13.56 e 10.17, 7.17 e 9.56 e 16.25% e 8.75%), p=0.038 e p=0.959; gravidade das complicações >III – Clavien-Dindo (0, 7.2 e 3.8%), p=0.003; Hb pré e pós operatório (13.63 e 11.44; 14.25 e 13.13 e 14.39 g/dl e 13.80 g/dl), p= 0.066 e p= 0.083; creatinina pré e pós-operatório (1.37 e 0.97, 1.02 e 1.04 e 0.95 mg/dl e 1.09 mg/dl), p=0.281 e p=0.198; dias de internação (9.29, 3.45 e 3.79 dias), p= 0.000. Conclusão: A escolha do tipo de abordagem cirúrgica no tratamento do tumor renal T1a-T2a afetou os resultados peri-operatórios dos pacientes: a NPR foi a técnica utilizada na abordagem dos tumores de maior tamanho, apresentou menores tempos de cirurgia e isquemia, em relação à NPA e NPVL, e apresentou menor taxa de conversão para cirurgia aberta, em relação à NPVL; a NPVL apresentou complicações de maior gravidade, segundo classificação de Clavien-Dindo, e menor taxa de complicações precoces em relação à NPA e NPR e a NPA apresentou maior necessidade de concentrado de hemácias nas transfusões sanguíneas realizadas e maior tempo de internação hospitalar em relação à NPVL e NPR.

Palavras Chave ( separado por ; )

Neoplasias Renais/terapia; Nefrectomia. Resultado do Tratamento; Procedimentos Cirúrgicos Robóticos; Cirurgia Assistida por Computador; Cuidados Pré-Operatórios; Estudos Retrospectivos

Área

Uro-oncologia

Instituições

AC Camargo Cancer Center - Sao Paulo - Brasil

Autores

Gustavo Cuck, Gustavo Cardoso Guimarães, Walter Henriques da Costa