Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇAO HISTOLOGICA DA DISTRIBUIÇAO DAS FIBRAS NERVOSAS PERIPROSTATICAS EM CADAVERES HUMANOS COM IDADE SUPERIOR A 50 ANOS

Resumo

INTRODUÇÃO: O conhecimento da anatomia neurovascular durante realização da prostatectomia radical é importante para obtenção de resultados funcionais satisfatórios e sem prejuízo oncológico. O estudo anatômico das próstatas de cadáveres através da ressecção em bloco dos órgãos pélvicos permite uma ampla avaliação da neuroanatomia periprostática.
OBJETIVO: Avaliar a distribuição das fibras nervosas (FN) periprostáticas em cadáveres humanos.
MÉTODOS: Estudo de 10 blocos viscerais de cadáveres com idade superior a 50 anos constituídos por bexiga, próstata e fáscias adjacentes, uretra proximal e reto. O bloco visceral foi fatiado transversalmente. As fatias de 5mm foram divididas em quatro setores. A cápsula prostática (CP) foi identificada e demarcada e áreas de avaliação foram definidas conforme distância da CP, designadas como distância D1 (até 2,5 mm), D2 (2,5 a 5 mm) e D3(maior de 5 mm). As FN foram avaliadas de acordo com a distribuição circunferencial nos segmentos anterior, anterolateral direito e esquerdo, póstero-lateral direito e esquerdo e posterior e conforme a distância da CP.
RESULTADOS: Identificadas 29.275 FN destas 3.274 na região apical, 11.997 na média e 14.004 na basal. Na região basal, 46% das FN foram identificadas nas faces póstero-laterais, 20% na face posterior e menos de 9% na face anterior. Na região média, 45% das FN se distribuíram nos segmentos anteriores a anterolaterais, 45% nas faces póstero-laterais direita e esquerda e apenas 10% na face posterior. Na região apical, 61% das FN nos segmentos das faces posteriores e póstero-laterais, 24% das FN se distribuíram igualmente entre as faces anterolaterais direita e esquerda e 15% estavam distribuídas na face anterior do ápice prostático. Nos segmentos anteriores e anterolaterais, o predomínio de FN nas áreas D1 foi mais acentuado do que nos outros segmentos. A quantidade de FN identificadas nas áreas D1 variou de maneira inversamente proporcional à quantidade de FN das áreas D3. Em D2, a quantidade de FN se manteve constante.
CONCLUSÃO: No sentido craniocaudal, a quantidade de FN diminui progressivamente, a distribuição circunferencial se modifica, com aumento da quantidade relativa de FN nas faces anteriores e a distribuição em relação à distância da próstata também se modifica, com aumento da quantidade relativa de FN nas áreas mais próximas da próstata. A quantidade relativa de FN dispostas a uma distância mínima de 2,5 mm da CP se mantém constante.

Palavras Chave ( separado por ; )

prostatectomia radical; Próstata; disfunção erétil; fibras nervosas

Área

Ciência Básica

Instituições

Faculdade de Medicina de Jundiaí - Sao Paulo - Brasil, IRSSL - Hospital Regional de Jundiaí - Sao Paulo - Brasil

Autores

Tiago Moura Rodrigues, Luiz Eduardo Caloete Ximenes, Edson Hiroshi Salgado Uramoto, Khaled Armed Taha Neto, Carlos Henrique Martins Coelho, Thulio Bosi Vieira Brandão, Adriano Fregonesi, Anuar Ibrahim Mitre