Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE DO TRATAMENTO CIRURGICO DE NEFROLITIASE POR NEFROLITOTRIPSIAS PERCUTANEAS COM E SEM NEFROSTOMIAS NO HOSPITAL UNIVERSITARIO UNIDADE PRESIDENTE DUTRA

Resumo

A litíase renal é um problema de saúde pública, com aumento importante na incidência atualmente. A nefrolitotripsia percutânea (NLPC) é uma das modalidades de procedimentos endourológicos utilizada no tratamento de litíase renal. A Tomografia Computadorizada de Abdome sem contraste, pode definir as características dos cálculos renais para indicar o procedimento e auxiliar no planejamento da técnica cirúrgica que será utilizada. Tendo em vista o refinamento da técnica, foi observado que é possível realizar a NLPC tubeless (sem nefrostomia) com segurança e com benefícios evidentes aos pacientes.
Objetivo: Analisar os resultados cirúrgicos da nefrolitotripsia percutânea com e sem nefrostomia, no tratamento de litíase renal no Hospital Universitário Unidade Presidente Dutra – HUUPD.
Método: Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo e observacional de pacientes submetidos a NLPC no HUUPD, entre janeiro de 2017 e junho de 2018. Utilizou ficha protocolo para coleta e registro das informações. Os dados foram processados no programa software estatístico SPSS v. 19, considerando-se um nível de significância de 5%. As variáveis qualitativas e o uso ou não uso de nefrostomia nos pacientes foram verificadas pelas técnicas do Qui-quadrado e Qui-quadrado com correção de Yates. As variáveis quantitativas foram analisadas via teste de ANOVA one-way.
Resultados: Dos 50 pacientes, 39 (78%) fizeram uso de nefrostomia e 11 (22%) o não fizeram. O tempo médio de cirurgia foi de 92,74 ± 39,283 minutos no geral, 65,18 ± 20,371 minutos em pacientes com uso de nefrostomia e 100,51 ± 39,985 minutos em pacientes sem uso de nefrostomia. Sobre a classificação Clavien Dindo e as complicações do estudo, 29 pacientes do total não apresentaram nenhuma complicação, 17 pacientes tiveram complicação grau 1, sendo 16 (41%) do grupo com nefrostomia e 1 (9,1%) do grupo sem nefrostomia, 4 tiveram complicação grau 2, sendo todos do grupo com nefrostomia.
Conclusão: O perfil epidemiológico é de pacientes de meia idade, sem comorbidades e nem cirurgias prévias de cálculo renal. A Urologia do HUUFMA tem preferência pela NLPC com nefrostomia, por uma única punção. O estudo apresentou uma taxa livre de cálculo inferior às relatadas em outros estudos. A NLPC tubeless mostrou tempo cirúrgico e taxas de complicações menores em relação à NLPC com nefrostomia, apesar desses benefícios não repercutirem sobre o tempo de estadia hospital.

Palavras Chave ( separado por ; )

Litíase renal; nefrolitotripsia percutânea; nefrostomia; endourologia.

Área

Litíase / Endourologia

Instituições

Hospital Universitário Presidente Dutra - Maranhao - Brasil

Autores

Amanda Jordão Silva de Deus, Jandrey Paulo Julião de Souza, Marcus Vincius Silva Costa, Rafael Antônio Freire Carvalho, Raimundo Nonato Carneiro Silva Junior, Eduardo Santos Silveira Júnior, Renato Sodré Ribeiro