Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO ENTRE ACHADOS DE IMAGEM PRE-CIRURGICO DE TUMORES RENAIS COM ANATOMOPATOLOGICO

Resumo

Introdução: O carcinoma de células renais (CCR) é o tipo histológico mais comum do câncer renal em adultos com mais de 400 mil casos confirmados em 2018 . O subtipo mais comum do CCR é o carcinoma de células claras. A importância da classificação histológica está no fato de que através da biópsia é possível estimar um prognóstico e guiar uma terapêutica mais eficaz .
Objetivos: Correlacionar as características e estadiamento de tumores renais em exames de imagem com o resultado anatomopatológico após a cirurgia.
Metodologia: Estudo descritivo, retrospectivo, unicêntrico, realizado através da revisão das imagens de TC e RM pré-operatórias, em pacientes que submetidos à nefrectomia total ou parcial, nos anos de 2016 e 2017 em um centro oncológico, correlacionando os achados de imagem com o resultado anatomopatológico. Foi adotado nível de significância estatística de 5%. Resultados parciais: Foram incluídos 83 pacientes, com idade média de 53,8 anos, sendo 54 (65,1%) do sexo masculino. 53 (63,9%) pacientes foram submetidos a nefrectomia parcial e 30 (36,1%) a nefrectomia total. O tipo histológico mais comum foi o carcinoma renal de células claras, em 39 casos (47,0%). 48 (57,8%) pacientes realizaram RM e 35 (42,2%) realizaram TC pré-operatória. O tamanho médio do tumor primário pela imagem foi de 47,1 mm, na patologia, o tamanho médio do tumor primário foi de 45,1 mm. Houve boa correlação entre a imagem e o anatomopatológico em relação ao tamanho do tumor (r=0,754; p<0,01) e estadiamento T (k=0,595; p<0,01). Os carcinomas de células claras apresentaram mais frequentemente padrão de realce iso ou hipervascular nos exames de imagem, quando comparado aos outros tipos histológicos (87,5% x 19,4%; p<0,01). O diagnóstico histológico de carcinoma de células claras foi confirmado em 68% dos pacientes com aspecto de imagem sugestivo deste tipo de tumor e em 15% dos pacientes que não tinham aspecto de imagem sugestivo (p<0,01). Os pacientes submetidos a nefrectomia total apresentaram maiores valores dos escores RENAL e PADUA, quando comparados aos pacientes submetidos a nefrectomia parcial (p<0,01). Conclusão: Os resultados deste estudo demonstram que a avaliação por imagem pré-operatória tem boa correlação com avaliação anatomopatológica em pacientes com tumores renais, quanto o estadiamento, quanto ao tipo histológico mais comum e em relação ao planejamento cirúrgico.

Palavras Chave ( separado por ; )

Neoplasia Renal; Tomografia Computadorizada; Ressonância Magnética.

Área

Uro-oncologia

Instituições

A.C. Camargo Cancer Center - Sao Paulo - Brasil

Autores

Natalia Cristina Bazzo Nahum, Vitor Gabriel Diniz Assis, Juliana Oliveira Souza, Almir Galvao Vieira Bitencourt, Gustavo Gomes Mendes, Michelle Romero Dias, Camila Silva Boaventura