Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TAXAS DE MORTALIDADE POR CANCER DE PENIS, BRUTAS E AJUSTADAS POR IDADE, PELAS POPULAÇOES MUNDIAL E BRASILEIRA DE 2010, POR 100.000 HOMENS, BRASIL, ENTRE 1979 E 2015.

Resumo

Introdução: O câncer de pênis é um tumor raro nos países desenvolvidos, representando cerca de 0,4% das neoplasias malignas em homens, na Europa e nos EUA1. Porém, sua incidência aumenta sobremaneira em países em desenvolvimento, chegando a representar 10-20% dos tumores urogenitais masculinos1,2. O pico de incidência ocorre na terceira idade, sem predominância de raça, porém em países como o nosso vemos uma prevalência maior numa faixa etária mais precoce, acometendo homens a partir da quarta década de vida1,2,3. Objetivos: descrever as taxas de mortalidade por câncer de pênis, brutas e ajustadas por idade, pelas populações mundial e brasileira de 2010, por 100.000 homens, Brasil, entre 1979 e 2015. Método: estudo epidemiológico descritivo, ecológico, em série temporal a partir de dados obtidos no Atlas On-line de Mortalidade por câncer do Instituto Nacional de Câncer (INCA). Os dados de taxa de mortalidade relativos à neoplasia maligna de pênis representados pelo código CID-10 C60. Os critérios de inclusão foram pacientes com idade entre 0 até 80 anos ou mais no período de 1979 - 2015 no Brasil. Variáveis analisadas: faixa etária, número total de óbito, taxa bruta, taxa do padrão mundial e taxa do padrão do Brasil. Resultados: foram registrados 8.292 óbitos por neoplasia de pênis entre os 37 anos analisados. Ao analisarmos as idades com maior prevalência de óbito no câncer de pênis, evidenciamos que os pacientes entre 60 e 69 anos (21,38%) são os mais acometidos, seguidos das idades entre 70 e 79 anos (19,69%). A comparação das taxas de populações mundial e brasileira de 2010, por 100.000 homens evidenciaram: taxa bruta de 0,28; taxa padrão mundial de 0,35 e taxa padrão Brasil de 0,39. Conclusão: estudos evidenciaram que a maioria dos cânceres de pênis são diagnosticados em homens na 4ª década de vida. Todavia, nossa análise das taxas de mortalidade por câncer de pênis, evidenciou que pacientes entre 60 e 69 anos são os com maiores prevalências de óbitos e que a taxa de mortalidade por câncer de pênis brasileira (0,39) é superior à taxa mundial (0,35) ao analisarmos os 8,292 pacientes.

Palavras Chave ( separado por ; )

Mortalidade; câncer de pênis; população mundial; brasileira; homens; 2010

Área

Uro-oncologia

Instituições

UniCEUB - Distrito Federal - Brasil

Autores

Vinícius Carvalhêdo Cunha, Luiz Carlos de Araújo Souza, Hugo Oliveira de Figueiredo Cavalcanti, Sandra Lúcia Branco Mendes Coutinho, Carlos Hirokatsu Watanabe Silva, Rafael Francisco Alves Silva