Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ESTUDO DAS ALTERAÇOES AGUDAS VISUAIS E PSICOFISICAS RELACIONADAS AO USO DA TADALAFILA

Resumo

INTRODUÇÃO: As fosfodiesterases (PDEs) são enzimas relacionadas a vários processos fisiológicos nas células somáticas humanas e cuja expressão tem grande importância na ereção e na função visual. Embora tenham o mesmo mecanismo de ação para o tratamento de disfunção erétil (DE), diferentes tipos de inibidores de fosfodiesterase-5 (iPDE-5) apresentam diferentes prevalências de efeitos adversos na função visual, devido a maior ou menor especificidade para os diferentes tipos de PDE.
OBJETIVOS: Avaliar as alterações agudas clínicas oftalmológicas e psicofísicas em homens com diagnóstico recente de DE antes e depois de dose de tadalafila 20mg.
MÉTODOS: Estudo clínico experimental em homens em tratamento para DE em primeiro uso de tadalafila 20mg (n=30; idade de 33 a 59 anos) sem história prévia de cirurgia ocular, não diabéticos, sem hipertensão arterial ou hipertensos controlados. Foram analisados os seguintes parâmetros antes e após 12 horas da ingestão da droga: história clínica, pressão arterial braquial, pulso radial, pressão intraocular (PIO) bilateral, acuidade visual. Em seguida realizados testes de discriminação de cores de Fansworth-Munsell D15 e Lantony D15 e por último, avaliação da espessura da camada da retina utilizando a tomografia de coerência óptica (OCT). Os dados foram analisados pelo software SPSS for Windows 22.0.
RESULTADOS: Foram detectados efeitos adversos visuais em 19% da população (média 49,4 ± 6,7 anos), todos classificados de pequena gravidade. Houve redução na pressão arterial diastólica pós uso do iPDE-5 (p = 0,004). Na OCT, ocorreram diferenças significativas apenas nos quadrantes superiores interno (p = 0,023) e externo (p = 0,038) do olho esquerdo. Já quanto ao teste de Fansworth-Munsell D15, as médias do índice de confusão de cores (icc), do índice de confusão (c-index) e do índice de seletividade nas cores saturadas (s-index) diminuíram entre antes e após o uso do iPDE-5; entretanto estas diferenças apenas foram significativas no icc-olho direito (p = 0,012) e no c-index-olho direito (p = 0,027). Em relação ao teste de Lantony D15, apenas se observaram diferenças significativas no c-index-olho esquerdo (p = 0,048).
CONCLUSÕES: A tadalafila na dose de 20mg apresenta agudamente efeitos adversos de pequena gravidade, podendo causar diminuição da pressão arterial diastólica, e comportou-se com bastante segurança ocular, provavelmente devido sua baixa especificidade para PDE-6, presente quase exclusivamente na retina.

Palavras Chave ( separado por ; )

Disfunção Erétil; Tadalafila; Alterações oftalmológicas

Área

Ciência Básica

Instituições

Universidade Federal do Amapá - Amapa - Brasil

Autores

Alberto Souza Paes, Manoel Rodrigues Laranjeiras Neto, Tatiana Socorro Santos Calandrini, Jhone Michel Curti, Luciana Disraeli Macedo Oliveira, Maria Izabel Tentes Cortes, Thiago Afonso Teixeira, Maira Sacata Tongu Nazima