Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEFRECTOMIA PARCIAL LAPAROSCOPICA PARA TUMOR T2 EM OCTAGENARIOS: VALE A PENA?

Resumo

Introdução: O carcinoma de células renais tem seu pico de incidência entre a sexta e sétima década, pacientes mais idosos correspondem a um terço dos novos diagnósticos. Apesar da literatura favorecer a nefrectomia parcial em técnicas minimamente invasivas, vários centros ainda preferem a cirurgia radical em pacientes muito idosos por considerar maior o risco de complicações operatórias. Os tumores acima de 7cm (T2) são desafio para cirurgia preservadora de néfrons. A sua ocorrência em pacientes octagenários dificulta ainda mais a sua indicação. Obejtivos: Apresenta-se o caso de um paciente octagenário com neoplasia renal T2a submetido à nefrectomia parcial laparoscópica. Métodos: Paciente do sexo masculino, 80 anos, em acompanhamento após prostatectomia radical, por câncer prostático, em pesquisa para checar metástase, devido a recidiva bioquímica. À RNM detectou-se tumoração de 7,6 cm em rim esquerdo. Nefrometria 9p. Foi proposta nefrectomia parcial laparoscópica com auxílio de pinção de coagulação por radiofrequência. Utilizou-se abordagem transperitoneal com 4 trocartes para acesso à cavidade. O dispositivo de radiofrequência foi utilizado para criar zona de hemostasia. Durante síntese do parênquima renal foi necessário clampeamento hilar e sutura dupla com vloc 3-0 para controle de sangramento. Por fim, revisão de hemostasia, colocação de dreno e sutura por planos. Resultados: A cirurgia foi realizada em 156 minutos, com tempo de isquemia de 14 minutos e perda sanguínea estimada de 600 ml. Anatomopatológico: Carcinoma papilífero, grau de Furhman 3, ausência de padrão sarcamatóide, sem invasão angiolinfática, margem negativa. Estadiamento: T2aN0Mx. Paciente recebeu alta no primeiro dia do pós operatório, sem complicações imediatas ou tardia. Creatinina pós-operatória: 1,07. Conclusão: A nefrectomia parcial laparoscópica para tumores renais T2 em paciente octagenário mostrou-se eficaz e factível. No entanto, a escolha racional da abordagem cirúrgica deve levar em consideração o estado de saúde e comorbidades do paciente, além da nefrometria tumoral e disponibilidade de equipamentos cirúrgicos.

Palavras Chave ( separado por ; )

nefrectomia parcial; octagenário; laparoscopia

Área

Uro-oncologia

Instituições

Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) - Paraiba - Brasil

Autores

Gabriella Bento de Morais, Igor de Oliveira Melo, Victor de Lima Lacerda, Matheus da Costa Souto, Lucas Fernando Bezerra Sousa, Arthur Henrique da Silva Dutra, Paulo Henrique de Holanda Ribas, Vinicius Ferreira Pires Bueno, Rafael Batista Rebouças