Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CANCER DE PROSTATA: MENOR TEMPO ATE A PROSTATECTOMIA RADICAL NO HUPE/UERJ

Resumo

Introdução: O câncer de próstata acomete homens com idade próxima dos 65 anos, possui taxas de tempo entre diagnóstico e tratamento variáveis por fatores geográficos e socioeconômicos. Há uma grande preocupação motivada na relação entre pior prognóstico e longa espera pelo, onde a prostatectomia radical é uma das opções. A redução desse tempo poderia beneficiar a sobrevida do paciente. Por isso, é essencial a incorporação de programas como “Projeto de Atenção às doenças da Próstata”, instalado pela Unidade Docente Assistencial de Urologia/UERJ, que mobilizam os profissionais nesse sentido, como também, periodicamente verificar sua eficiência.
Objetivos: Avaliar a eficiência do “Projeto de Atenção às doenças da Próstata” a partir julho de 2013 que previa a redução do tempo de espera entre o diagnóstico e prostatectomia radical.
Métodos: Tratou-se de um relato descritivo a partir da identificação de informações dos pacientes, no banco de dados do HUPE/UERJ, que realizaram a prostatectomia radical e se submeteram à biópsia da próstata no HUPE ou na PPC. O grupo de pacientes com registro de biópsia foi dividido em aqueles submetidos à prostatectomia até julho de 2013 e aqueles submetidos após essa data, até dezembro de 2017. Foi utilizado o teste F de ANOVA através do software IBM SPSS v25
Resultados: Foram identificados 625 pacientes com registro de biópsias da próstata e cirurgias, indicando procedimentos no HUPE ou na PPC. Com base nos dados coletados com a informação das datas das cirurgias e biópsias foi possível determinar que o tempo médio de espera entre os dois eventos foi 152,2 ± 99,0 dias, quase 5 meses. Na avaliação comparativa, constatou-se que os 305 pacientes submetidos à cirurgia no período anterior ao projeto a espera foi de 173,0 ± 150,8 dias. Enquanto os 320 pacientes acolhidos após o início do projeto tiveram um tempo de espera de 146,1 ± 88,2 dias. O teste F de ANOVA apontou uma diferença significativa entre as médias de tempo de espera com significância de p=0,006. Ademais, encontramos mudança no score Gleason das peças cirúrgicas, na qual evoluiu de 1 para 2, entre pré e pós projeto, justificando-se pelo direcionamento do paciente com menor grau às terapias alternativas.
Conclusões: Pode-se observar a redução significativa do tempo de espera após a instalação do projeto supramencionado, destacando a importância da sua implantação e do trabalho da equipe do setor de Urologia do HUPE ao longo desses anos.

Palavras Chave ( separado por ; )

Câncer de próstata; biópsia por agulha; prostatectomia; tempo; qualidade de vida.

Área

Uro-oncologia

Instituições

UERJ - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

RAPHAELA S MENEZES, ROMULO V M OLIVEIRA, MARIA CRISTINA DORNAS, GABRIELE A S CARVALHO, CELSO COSTA LARA, LUIS C M S PORTO, RONALDO DAMIÃO