Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

IDADE, UM FATOR PREDITIVO PARA RE-BIOPSIA DE PROSTATA?

Resumo

Introdução: Várias séries tem relatado ​​modelos de estudo de re-biópsia
em pacientes com suspeita de câncer de próstata (CAP), variando de 20% a
34%. A idade avançada é um importante preditor no diagnóstico de CAP
desses pacientes submetidos a re-biópsias. Outro importante fator de
discussão é a indicação de terapias mais conservadoras no manejo do CAP.

Objetivos: Evidenciar a idade como preditor significativo para o diagnóstico de
CAP quando indicado re-biópsia de próstata, e mostrar que apesar da idade
contribuir significativamente no diagnóstico de CAP na indicação de re-
biópsia, a conduta é preferencialmente, conservadora.

Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo, do tipo corte
transversal. Foram avaliados pacientes submetidos a re-biópsia do serviço de
urologia do Hospital Ipiranga na cidade de São Paulo –SP de 2015 e 2016.
Foram realizadas neste período 297 biópsias de próstata, destas 56 re-
biópsias. Foram divididos 3 grupos por faixa etária (A: < 65 , B: 65-70, C; >70
anos) comparando entre si a prevalência da positividade nas re-biópsias.
Posteriormente foi analisado o desfecho desses grupos: tratamento cirúrgico x
conservador (vigilância ativa e watchful waiting). A análise estatística foi feita
pelos Teste de Wilcoxon na primeira análise e de Fisher na última.

Resultados: A prevalência de positividade para CAP nas re-biópsias dos
grupos foram: A: 10,5%, B: 13,3% e C: 27,5% (p=0,21 IC 95%). Em relação
aos desfechos, foram observados para os grupos: A e B tratamento cirúrgico
em 100% dos pacientes; C: 80% tratamento conservador x 20% tratamento
cirúrgico; ( p=0.079 IC 95%).

Conclusões: A idade avançada (>70 anos) contribuiu com maior prevalência
no diagnóstico de CAP em re-biópsias, comparada aos grupos de menor idade.
O grupo C também foi o único que mais realizou o tratamento conservador
sendo que em ambas as análises obtivemos p> 0,05, isso
provavelmente decorra da amostragem pequena, porém uma tendência
importante foi evidenciada quando comparado os grupos entre si.
Portanto a re-biópsia poderia ser repensada em pacientes com idade avançada,
diminuindo assim o sobrediagnóstico e sobretratamento.

Palavras Chave ( separado por ; )

Palavras chave: re-biópsia, câncer de próstata, sobrediagnóstico,
sobretratamento

Área

Uro-oncologia

Instituições

Hospital Ipiranga - Sao Paulo - Brasil

Autores

Felipe Pinho e Albuquerque Silva, Joyce Francisco, Alexandre Crippa Sant Anna, Sandro Nassar de Castro Cardoso, Marcus Vinicius Maia Rezende, Igor Valente Coimbra, Eduardo Deda Mendonça Filho, Jonatas Teixeira Santos, Thiago Lemos Cury, Hiroyoshi Adachi