Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PREVISAO DA RESOLUÇAO DA INCONTINENCIA URINARIA E DESFECHOS DE QUALIDADE DE VIDA APOS CIRURGIA BARIATRICA

Resumo

Objetivo
Examinar variáveis epidemiológicas, antropométricas e clínicas associadas à incontinência urinária de esforço (IUE) em pacientes com obesidade mórbida antes e após a cirurgia bariátrica, e identificar fatores preditivos para a resolução da IUS após a cirurgia, seguimento de estudo ja realizado previamente com 43 pacientes.

Métodos:
Foi realizado um estudo observacional prospectivo, incluindo 43 mulheres entre 2016 e 2017 e 40 mulheres entre 2017 e 2018 do Programa de Cirurgia Bariátrica da Santa Casa de São Paulo. Os pacientes que não aceitaram participar ou não concluir o protocolo foram excluídos do estudo (n = 7). Os pacientes foram avaliados, responderam ao ICIQ-SF (PGI-I (Impresso Global de Melhoria do Paciente) e VAS (escala analógica visual de satisfação), e foram submetidos a exame físico e teste de incontinência antes, 3 e 6 meses após o bypass gástrico em Y-en-Roux. As mulheres foram divididas em três grupos de acordo com o SUI: A- sem SUI; B-pré-operatório SUI com resolução pós-operatória C-pré-operatória SUI sem resolução.

Resultado
Das 83 mulheres que completaram o estudo, a idade média foi de 43,6 ± 8,9 anos e o IMC reduziu de 45,8 ± 6,0 kg / m2 para 34,0 ± 3 kg / m2 (redução de 25,7%). A taxa de incontinência pré-operatória foi de 53% (n = 44). O grupo A (inicialmente continente) era composto por 39 mulheres (46,9%), o grupo B (continente pós-operatório) 31 mulheres (70,4% de inicialmente incontinentes) e o grupo C (permanecido incontinente) 13 mulheres (27,3% de incontinentes inicialmente). Fatores preditivos para o diagnóstico pré-operatório na IUE permanceram idade (p = 0,004). Todos os sintomas urinários demonstraram melhora após perda de peso, marcadamente noctúria (p = 0,001) e hesitação urinária (p = 0,002). Os resultados relatados pelos pacientes, ICIQ-SF, PGI-I e VAS demonstraram que a resolução da IUE foi associada a uma melhora significativa (p = 0,01, p = 0,03 e p = 0,021, respectivamente).
Conclusão:
A perda de peso após cirurgia bariátrica foi associada a uma melhora significativa dos sintomas IUE e seu impacto na qualidade de vida da maioria das mulheres.

Palavras Chave ( separado por ; )

incontinência; obesidade; bariátrica

Área

Uroneurologia / Disfunção Miccionais / Urodinâmica

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - Santa Catarina - Brasil, Santa Casa de MIsericórdia de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Antonio Flavio Rodrigues, Andre Costa Matos, Jose Eduardo Rocha Goncalves , Fernando Korkes, Luis Gustavo Morato Toledo