Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PROSTATECTOMIA RADICAL EM PACIENTES COM PSA PRE-OPERATORIO SUPERIOR A 20NG/ML NO SERVIÇO DE UROLOGIA DA SANTA CASA DE SAO PAULO: AVALIAÇAO DE RESULTADOS POS-OPERATORIOS

Resumo

Resumo: No presente estudo foram incluídos 31 pacientes com diagnóstico de adenocarcinoma de próstata não metastático, com PSA igual ou maior que 20 ng/ml submetidos a prostatectomia radical, no período entre os anos de 2011 e 2018. Foram observados no pós operatório, aspectos como comportamento do PSA, estadiamento, escore de Gleason, necessidade de terapias adjuvantes e complicações pós cirurgia como incontinência urinária, disfunção sexual erétil, estenoses.
Introdução: O câncer de próstata é um importante problema de saúde pública, ocupando a primeira posição no Brasil e segunda no mundo, excluindo os cânceres de pele não melanoma. Estima-se uma incidência de 68.220 casos, no Brasil, para 2019, o que corresponde a 31,7% de todos os casos de cânceres neste e um risco estimado de 62,12 casos novos para cada 100 mil homens. O câncer da próstata de alto risco é frequente e está presente entre 3% a 38% da população portadora de neoplasia maligna da próstata, e quando se aplicam as diferentes definições aos dados obtidos no seguimento dos pacientes, os resultados oncológicos são variados. Além disso, como dentro de um mesmo grupo de alto risco existem tumores com características muito diversas entre si, uma crítica frequente à falta de padronização é que também não se consegue avaliar de forma adequada o prognóstico desses pacientes.
Objetivos: Avaliar os resultados clínicos, histopatológicos e laboratoriais pós prostatectomia radical em paciente portadores de adenocarcinoma de próstata de alto risco, além de comparar resultados pré-operatórios de escore de Gleason em biópsia prévia.
Métodos: Avaliação retrospectiva de dados em prontuário de 31 pacientes com PSA maior ou igual a 20 ng/ml submetidos a prostatectomia radical, entre 2011 e 2018, no serviço de Urologia da Santa Casa de São Paulo.
Resultados: Observou-se um subestadiamento na biópsia de próstata pré operatória. A grande maioria dos casos com estadiamento maior ou igual T3, necessidade de terapia adjuvante, além de uma incidência de complicações pós operatórias maiores que a relatada em literatura.
Conclusão: Pacientes com PSA superior a 20ng/ml submetidos a prostatectomia radical apresentam um curso mais agressivo e desfavorável da doença, entretanto, existindo no mesmo grupo, tumores com cursos clínicos mais favoráveis. Faz-se necessário, portanto, uma melhora no padrão de diagnóstico e classificatório desses pacientes, no intuito de oferecer um tratamento mais adequado e individualizado.

Palavras Chave ( separado por ; )

adenocarcinoma; câncer; próstata; prostatectomia

Área

Uro-oncologia

Instituições

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Pablo Leonardo Traete, Fernanda Monteiro Orellana, Renata Ferreira Cruz, Carla Maria de Abreu Pereira, Roni Carvalho Fernandes, Robson Cristian Virgilio, Luiz Felipe Leitão, Lucas Yukio Otsubo Hayasida, Mariana Fernandes Cornatione, Luis Gustavo Morato Toledo