Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE DA EFICACIA DOS DISPOSITIVOS ANTI-RETROPULSAO (STONE CONE™) - ESTUDO PROSPECTIVO CASO - CONTROLE

Resumo

Introdução: A retropulsão de cálculos ou push up, é o mecanismo em que o cálculo ureteral migra de volta para o rim durante a ureterolitotripsia. Geralmente, se dá durante à litotripsia de cálculos altos, em ureter médio e mais comumente em ureter proximal. Quando a retropulsão ocorre, se não dispuser de um ureterorrenoscopio flexível na sala cirúrgica o cirurgião não consegue retirar o cálculo e o paciente irá necessitar de novos procedimentos e consequentemente mais gastos e morbidade. Por este motivo, empresas especializadas em materiais cirúrgicos desenvolveram dispositivos anti retropulsão, como o Stone Cone™ que analisaremos neste estudo.

Métodos: Análise prospectiva caso-controle dos pacientes operados pela Equipe de Urologia do Hospital Estadual da Vila Alpina, no período de junho de 2017 até maio de 2018. Foram analisados 18 casos, sendo todos os pacientes com cálculos em ureter médio e proximal, cálculos abaixo do cruzamento das ilíacas foram excluídos deste estudo. Em 9 casos utilizamos o Stone Cone™. Todos os casos receberam alta hospitalar no mesmo dia e utilizamos somente o litotridor pneumático.


Resultados: Dos 9 casos operados com a utilização do Stone Cone™, apenas 1 teve a retropulsão do cálculo (11,1%); enquanto que, no grupo controle, dos 9 casos operados sem o dispositivo, 2 pacientes apresentaram o push up do cálculo (22,2%). Em nenhum caso houve complicação cirúrgica, e todos os pacientes que tiveram a migração do cálculo foram submetidos à novos procedimentos para resolução do caso. A diferença foi pouca estatisticamente, porém devemos levar em consideração o número pequeno de casos realizados. Entretanto, a percepção da equipe cirúrgica, é que o dispositivo anti retropulsão foi útil, e em alguns casos, determinante para evitar a migração do cálculo para o rim. Desai et al. analisou 50 casos com a utilização do dispositivo anti retropulsão, com resultado de 0% de cálculos residuais maiores de 3mm e nenhuma reabordagem no grupo em que foi utilizado o dispositivo anti retropulsão, contra 30% de cálculos residuais e necessidade de reabordagem em 20% no grupo controle.

Conclusão: Concluímos que o dispositivo anti retropulsão, é um mecanismo seguro, fácil e eficaz contra a migração ou push up de cálculos ureterais proximais. Em termos de custo, ele é mais barato que converter a cirurgia para uma ureterorrenoscopia flexível. Mais estudos deverão ser realizados para avaliar as taxas de sucesso com os mecanismos anti retropulsão.

Palavras Chave ( separado por ; )

dispositivo anti-retropulsão; push up; ureterolitíase

Área

Litíase / Endourologia

Instituições

Hospital Estadual da Vila Alpina - Sao Paulo - Brasil

Autores

Wilson Yuji Sato, Arthur Henrique Naves Rodrigues, Antonio Rocha Junior, Igor de Araujo Botelho, Rafael Victorino Marriche, João Victor Fonseca Ribeiro, Vladmir Soares de Azevedo Vinhaes, Lawrence Aseba Tipo