Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

USO DA RADIOFREQUENCIA NA NEFRECTOMIA PARCIAL LAPAROSCOPICA SEM ISQUEMIA: COMO EVITAR FISTULAS URINARIAS?

Resumo

Introdução: A nefrectomia parcial é padrão ouro para o tratamento de tumores renais menores de 7cm. Atualmente, busca-se o trifecta cirúrgico com margens de ressecção livres, preservação da função renal e ausência de complicações. A cirurgia sem isquemia é cada vez mais buscada no intuito de preservação maior da função renal. O dispositivo de coagulação por radiofrequência Habib pode auxiliar na execução do procedimento zero isquemia, porém, a literatura aponta um risco de cerca de 35% de fístula urinária com o seu uso. Objetivos: Apresenta-se o caso de um paciente com neoplasia renal submetido à nefrectomia parcial laparoscópica (NPL) com radiofrequência sem isquemia, com enfoque no uso desta energia a fim de preservar o sistema coletor e evitar fistulas urinárias. Métodos: Paciente do sexo masculino, 66 anos, acompanhado por insuficiência renal (creatinina 1,8), com diagnóstico incidental de nódulo em rim esquerdo de 3,7 cm à USG abdominal. À RNM confirmou-se cisto complexo Bosniak IV no polo inferior do rim esquerdo com nefrometria 8 P. Foi proposta NPL sem isquemia com auxílio de pinça de coagulação por radiofrequência. Utilizou-se abordagem transperitoneal com 4 trocartes para acesso à cavidade. O dispositivo Habib foi utilizado para criar uma zona de hemostasia. A profundidade e duração da coagulação foram controladas pelo cirurgião, evitando sua utilização próximo ao sistema coletor. Para preservação, o sistema coletor foi cuidadosamente identificado sem uso de energia, seccionado com tesoura fria e suturado hermeticamente com vloc 3.0. O parenquima foi suturado com vloc 3.0. Por fim, revisão de hemostasia, colocação de dreno e sutura por planos. Resultados: A cirurgia foi realizada em 105 minutos, com perda sanguínea estimada de 200 ml. Não houve complicações intraoperatórias. Anatomopatológico: Carcinoma de células renais do tipo células claras, padrão difuso, grau nuclear 1 de Fuhrman, margem negativa. Estadiamento: pT1N0Mx. Paciente recebeu alta com 1 dia, sem complicações posteriores à cirurgia e com função renal preservada. Conclusão: A técnica cirúrgica utilizada na NPL sem isquemia com auxílio do dispositivo Habib se mostra eficaz e segura. O uso criterioso do Habib, por meio de uma coagulação racional e com devida identificação do sistema coletor, pode evitar as fistulas urinárias.

Palavras Chave ( separado por ; )

Nefrectomia; Laparoscopia; Eletrocoagulação

Área

Uro-oncologia

Instituições

Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) - Paraiba - Brasil

Autores

IGOR DE OLIVEIRA MELO, VICTOR DE LIMA LACERDA, MATHEUS DA COSTA SOUTO, LUCAS FERNANDO BEZERRA SOUSA, GABRIELLA BENTO DE MORAIS, ARTHUR HENRIQUE DA SILVA DUTRA, PAULO HENRIQUE DA HOLANDA RIBAS, RAFAEL BATISTA REBOUÇAS