Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO ENTRE QUESTIONARIOS DE QUALIDADE DE VIDA E SINTOMATOLOGIA URINARIA E A AVALIAÇAO URODINAMICA EM MULHERES COM INCONTINENCIA URINARIA

Resumo

Introdução: A incontinência urinária (IU) pode ser classificada em 3 tipos: incontinência urinária de esforço (IUE), incontinência urinária de urgência (IUU) e incontinência urinária mista (IUM). Na avaliação dessas pacientes, o estudo urodinâmico (EUD) é capaz de fornecer informações importantes para o diagnóstico e planejamento terapêutico; e os questionários de qualidade de vida são utilizados para melhor caracterizar os sintomas e na avaliação do impacto na vida diária.

Objetivo: Avaliar a associação entre questionários validados de qualidade de vida e sintomatologia urinária e a avaliação urodinâmica em mulheres com incontinência urinária.

Métodos: Trata-se de um estudo transversa,l retrospectivo. Foram resgatados os prontuários de todas as mulheres submetidas ao estudo urodinâmico por incontinência urinária em um hospital publico, no período de junho de 2018 a abril de 2019, e analisados dados clínicos, resultados dos EUDs e dos questionários validados de qualidade de vida e sintomatologia urinária - Internacional Consultation on Incontinence Questionnaire – Short Form (ICIQ-SF) e o Internacional Consultation on Incontinence Questionnaire – Overacti-ve Bladder (ICIQ-OAB).

Resultados: Foram analisados os prontuários de 92 pacientes. Do total, 43,48% das pacientes tinham uma idade maior ou igual a 60 anos, 45.65% (n=42) eram brancas e 58,69% (n=54) tiveram indicação do exame por IUM. Não houve diferença estatística quando avaliada a idade, raça, comorbidades ou IMC entre os grupos de indicação (IUE, IUM, IUU). Houve diferença estatisticamente significante para o número de gestações quando comparadas as pacientes que tiveram diagnóstico urodinâmico de IUE/IUM e de hiperatividade sem perda/IUM/IUU, com respectivamente, 88,89% e 84,62% das pacientes com mais 3 gestações (p<0,001). A média na pontuação do ICIQ-OAB entre os pacientes que tiveram achado urodinâmico de hiperatividade com ou sem perda foi maior que no grupo de EUD normal (11.07 vs 7.95; p=0.012). Quanto ao ICIQ-SF, a média entre os pacientes que tiveram achado urodinâmico de IUE/IUM também foi maior que no grupo de EUD normal (13.29 vs 8.75; p<0.001). Não houve diferença estatística quando comparamos a pontuação do ICIQ-SF com a pressão de perda de esforço.

Conclusões: Houve associação entre maior número de gestações e maior pontuação no ICIQ-OAB e ICIQ-SF com a positividade no estudo urodinâmico.

Palavras Chave ( separado por ; )

Incontinência urinária; hiperatividade detrusora; questionários de qualidade de vida

Área

Urologia Feminina

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - Sao Paulo - Brasil

Autores

Rafaela Lima Santos, Antonio Flávio Rodrigues, Artur Silva Farias, Carina Rocha Silva, Carolina Bistacco Moreira, Alexandre Oliveira Rodrigues, Andre Luiz Farinhas Tome, Caio Cesar Cintra, Maria Claudia Bicudo Furst, Sidney Glina