Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEFRECTOMIA PARCIAL ROBOTICA RETROPERITONEAL (NPRR) OFF-CLAMP EM TUMOR COMPLEXO CENTRAL: PASSO-A-PASSO POR TOBIAS-MACHADO ET AL.

Resumo

INTRODUCAO: A cirurgia poupadora de néfrons é o padrão ouro para pequenas massas renais. A nefrectomia parcial laparoscópica e robótica é uma opção minimamente invasiva e que promove melhor controle oncológico. Porem os desafios se tornam cada vez maiores quando realizada sem o clampeamento do pedículo vascular renal em massas intra parenquimatosas, hilares e complexas. A abordagem por retroperitoneoscopia, pouco utilizada, ainda é a melhor opção quando paciente tem cirurgias abdominais previas e tumores renais posterior. O alvo deste vídeo e mostrar os principais passos da NPRR Off-Clamp de forma simplificada descrita e executada pela equipe de uro-oncologia do ABC.

OBJETIVO: Apresentar os principais passos da NPRR Off-Clamp de maneira simplificada e exequível.

MÉTODOS: Homem, 36 anos, rim único com massa complexa mesorenal posterior de 5,1cm (R.E.N.A.L. Score 10B). De antecedentes, uma cirurgia abdominal previa na infância e uma taxa de filtração glomerular (TFG) de 78ml/min. Realizado a excisão tumoral utilizando a técnica NPRR Off-Clamp que preconiza uma abordagem espiral do tumor com pneumoperitoneo em 20mmHg para evitar o sangramento durante a dissecção, assim proporcionando boa visualização do parênquima viável e da margem oncológica mínima.

RESULTADOS: O tempo operatório foi de 145 min, com perda sanguínea estimada em 240ml sem necessidade de transfusão. Tempo de permanência hospitalar de 2 dias, sem complicações ou readmissões. O exame histopatológico revelou carcinoma de células renais Fuhrman II T2b sem comprometimento das margens cirúrgicas. Recebeu alta no 2º pós-operatório com TFG de 70ml/min., que no 3º mês chegou a 74ml/min.

DISCUSSÃO: RARPN Off-Clamp e um procedimento factível e segura em tumores complexos quando em mãos experientes, a via de abordagem e a técnica empregada são menos mórbidas e com resultados oncológicos satisfatórios, mas o principal benefício nesse técnica e não haver isquemia, sendo mais preservadora e a via de abordagem proporciona um acesso posterior renal mais rápido.

CONCLUSÃO: A padronização do passo a passo por Machado et al. Permite o melhor emprego das técnicas associadas, mas estudos futuros são necessários para confirmação do potencial benéfico que tem.

Palavras Chave ( separado por ; )

Nefrectomia parcial; retroperitoneoscopia; rim unico

Área

Uro-oncologia

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - Sao Paulo - Brasil, Hospital do Cancer de Londrina - Parana - Brasil

Autores

Vinicius Jose Andreotti Panico, Marcos Tobias Machado, Caio Cesar Citatine Campos