Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CURVAS DE APRENDIZAGEM E PROGRESSO NA VAPORIZAÇAO FOTOSSELETIVA DA PROSTATA COM SISTEMA GREENLIGHT XPS ™ 180 W: EXPERIENCIA DE UM ANO EM UM UNICO CENTRO.

Resumo

NTRODUÇÃO: A curva de aprendizagem para a vaporização fotosseletiva da próstata (VFP) nunca foi avaliada com precisão e os parâmetros para avaliar eficácia são variáveis.
OBJETIVOS: Avaliar a progressão da VFP com sistema GreenLight XPS ™ 180W em relação à eficácia e segurança ao longo do tempo, bem como curvas de aprendizado para cirurgiões.
MÉTODOS: 529 pacientes com obstrução prostática benigna sintomática foram tratados com VFP em um único centro no período de 1 ano. Cinco cirurgiões com experiência em ressecção transuretral da próstata, mas sem experiência com VFP, foram submetidos a treinamento com um Simulador GreenLight ™ e realizaram 10 cirurgias supervisionadas por Proctor e realizaram cirurgia de 322 pacientes. Foram analisados parâmetros quantitativos: energia liberada (KJ), tempo de vaporização / tempo operatório (TV/TO), relação energia dispensada/volume prostático (ED/VP) (KJ/ml) e complicações pós-operatórias. Foram divididos três grupos: grupo 1, os primeiros 100 pacientes; grupo 2, 101 a 200; grupo 3, 201-322. Foram avaliadas as curvas de aprendizagem de cirurgiões que realizaram mais de 75 cirurgias em separado. As comparações entre os grupos foram realizadas por meio da Análise de Variância (ANOVA one-way) seguidos por post hocs de Tukey quando necessário. O nível de significância de p<0.05.
RESULTADOS: Na análise geral do grupo, um aumento nas taxas TV/TO e ED/VP foi relatado nos grupos 2 e 3 (0,50 (p=0.094) e 3,52 (p=0.730); 0,56 (p<0.001) e 4,42 (p=0.0001), respectivamente, contra 0,45 e 3,30 no grupo 1). O tempo de cateterismo diminuiu de 31h nos grupos 1 e 2 para 14h no grupo 3. Na análise por cirurgiões, três realizaram mais de 75 cirurgias cada. Um aumento nas taxas TV/TO e ED/VP ocorreu para os três cirurgiões após 50 procedimentos realizados: 0,56 para 0,68 (p<0.001) e 4,00 para 5,67 (p=0.001) para o cirurgião um (n=84); 0,56 para 0,60 (p=0.332) e 2,98 para 4,11 (0.002) para o cirurgião dois (n=78); 0,37 para 0,43 (p=0.025) e 3,11 para 3,97 (p=0.145) para o cirurgião três (n=78). A permanência hospitalar e a taxa geral de complicações graves (Clavien-Dindo III-IV) permaneceram constantes entre os grupos.
CONCLUSÕES: Mais de 75 procedimentos VFP foram necessários para aumentar a energia dispensada acima de 5kJ/ml de próstata e a relação tempo de vaporização/tempo operatório acima de 60%. Considerando outros níveis de corte para TV/TO (superiores a 66-80%), provavelmente mais de 100 procedimentos são necessários.

Palavras Chave ( separado por ; )

Vaporização Fotosseletiva da Próstata, prostatectomia à laser, GreenLight, curva de aprendizagem, treinamento urológico

Área

Hiperplasia Prostática Benigna

Instituições

HOSPITAL SANCTA MAGGIORE HIGIENÓPOLIS - PREVENT SENIOR - Sao Paulo - Brasil

Autores

Cassius Martins Silva, Emerson Luís Zani, Saulo Cunha Recuero, Tulio Santos Agresta, Rodolfo José Favaretto, Alexandre Stievano Carlos, Diego Guimarães Gouvêa, Felipe Augusto Miranda Rodrigues, Gabriel Barbosa Franco, Leandro Gonçalves Silva