Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MORFOLOGIA DO PADRAO DE GLEASON 4 E PARAMETROS PROGNOSTICOS EM PRODUTOS DE PROSTATECTOMIA RADICAL HOSPITAL CARDIO PULMONAR,SALVADOR-BA

Resumo

Introdução:O escore patológico de Gleason tem alterado e sofrido mudanças nos últimos anos. Assim, o seu comportamento heterogêneo influencia na evolução do paciente, e estudos recentes sugerem que a presença de diferentes padrões de Gleason podem determinar o prognóstico do paciente.

Objetivo: comparar o padrão do Gleason com a evolução do PSA, recidiva bioquímica, margens cirúrgicas e a presença da morfologia cribiforme.

Métodos:Foram revisados 74 casos consecutivos de produtos de prostatectomia radical com foco da análise de associação entre o Gleason, evolução do PSA, recidiva bioquímica, margens cirúrgicas e a presença da morfologia cribiforme. Os grupos dos pacientes foram divididos de acordo com o Gleason, sendo grupo 1 (Gleason 3+3, 3+4), grupo 2 (Gleason 4+3), grupo 3 (Gleason 4+4, 4+5, 5+4 e 5+5).

Resultados:Após ser realizado prostatectomia radical laparoscópica em todos os pacientes, 45, 8, 21 pacientes foram dividos no grupo 1, 2 e 3, respectivamente. Durante o seguimento, o grupo 1 apresentou PSA 0,01; 0,01; e 0,01 em 3, 6 e 12 meses respectivamente com 3 indivíduos apresentando recidiva bioquímica (sendo que 2 foram com PSA de 3 meses e 1 com PSA de 6 meses), 17 com margens cirúrgicas (7 uretral, 9 extrapróstatica e 1 em relação a vesícula seminal) comprometidas e a ausência de morfologia cribriforme nos dados analisados desse grupo. O grupo 2 apresentouPSA 0,1; 0,05 e 0,1em 3, 6 e 12 meses respectivamente, com ausência de recidiva bioquímica, 4 margens cirúrgicas (sendo 1 uretral, 3 extraprostática e ausência em relação a vesícula seminal) comprometidas e sem a presença da morfologia cribiforme nesses pacientes. Já o grupo 3 apresentouPSA 0,3; 0,3 e 0,01em 3, 6 e 12 meses respectivamente, com 5 indivíduos apresentando recidiva bioquímica (sendo que 2 foram com PSA de 3 meses e 3 foram com PSA de 6 meses), 13 margens cirúrgicas (sendo 1 uretral,10extraprostática e 2 em relação a vesícula seminal) comprometidas e presença da morfologia cribiforme em 6 pacientes.

Conclusão:conforme dados analisados pacientes com presença de Gleason acima de 8 apresentaram maior índice de margem comprometida, sendo principalmente a extrapostática e um número maior de pacientes com morfologia cribriforme, assim como uma taxa de recidiva bioquímica mais elevada.








Palavras Chave ( separado por ; )

Gleason; parâmetros; prognósticos; prostatectomia radical; patológico; evolução

Área

Uro-oncologia

Instituições

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) - Bahia - Brasil, Hospital Cardio Pulmonar - Bahia - Brasil

Autores

Maria Campos Fernandes, Karolinny Santana Pedreira, Vitor Parente Gouvêa, Felipe Coelho Serafim, Daniel Ponte Belém Figueiredo, Daniel Gaidzakian Jorge, Maria Carolina Ramos Dantas de Araújo Góes, Daniel Abensur Athanazio, Rafael Rocha Tourinho Barbosa, Lucas Teixeira Batista