Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ESTUDO COMPARATIVO DA NEFROLITOTRIPSIA PERCUTANEA REALIZADA EM POSIÇAO PRONA VERSUS VALDIVIA-GALDAKAO

Resumo

Introdução: A nefrolitotripsia percutânea (NLPC) permanece como padrão-ouro no tratamento de cálculos renais grandes e complexos. Tradicionalmente, a posição prona ainda é a mais utilizada para realização da NLPC. A posição Valdivia-Galdakao foi desenvolvida como alternativa para melhorar os resultados cirúrgicos da NLPC. Objetivo: Comparar os resultados cirúrgicos da nefrolitotripsia percutânea entre as posições prona e Valdivia-Galdakao. Métodos: O delineamento do trabalho consistiu em um estudo retrospectivo transversal com análise de dados de pacientes submetidos à NLPC no período entre 01/13 e 12/17. O estudo foi aprovado pelo CEP da PUC/PR sob nº 3.034.879 em 23/11/18. Os pacientes foram dispostos em dois grupos, prono e Valdivia-Galdakao. Critérios de inclusão: cálculos >2cm, ou 1,5cm em pólo inferior; falha no tratamento com outras modalidades terapêuticas. Critérios de exclusão: NLPC com punção em cálice superior; informações incompletas nos prontuários. Todos os pacientes foram submetidos no pré-operatório à tomografia computadorizada. Em cada grupo os pacientes foram subdivididos conforme critérios da Classificação de Guy. Utilizou-se nefroscópio rígido 26fr (Karl Storz®) e litotridor balístico pneumático. No pós-operatório, foi realizada radiografia simples de abdome durante o internamento e exame de imagem em até 12 semanas ambulatorialmente, preferencialmente, tomografia computadorizada. O conceito de limpeza completa da via excretora foi atribuído àqueles sem cálculo visível ou com presença clinicamente insignificante de fragmentos ≤4mm. Resultados: Foram analisados 136 pacientes, sendo 86 pacientes operados em posição prona e 50 pacientes em posição Valdivia-Galdakao. A média do tempo cirúrgico da posição prona foi de 161min e da posição Valdivia-Galdakao foi de 134min (p=0,001). A média do tempo de internamento foi de 2,5 dias para a posição prona e de 2,6 dias para a posição Valdivia-Galdakao (p=0,454). A taxa de limpeza completa da via excretora foi semelhante em ambas as posições, 40% em posição prona e 39,5% em posição Valdivia-Galdakao. Conclusão: O posicionamento cirúrgico em Valdivia-Galdakao apresentou tempo cirúrgico menor que o posicionamento prono. O tempo de internamento foi semelhante para ambas as posições. A posição supina é uma opção segura e eficaz no tratamento de litíase renal e uma alternativa atraente em relação à sua variante clássica.

Palavras Chave ( separado por ; )

Nefrolitíase; Nefrolitotripsia Percutânea; Posição Supina Modificada

Área

Litíase / Endourologia

Instituições

Hospital Santa Casa de Curitiba - Parana - Brasil

Autores

Douglas Jun Kamei, Ricardo Ehlert, Thiago Tiessi Suzuki, Fernanda Hernandes Cintra, Luiza Dall'Asta, André Eduardo Varaschin, João Carlos Schneider Michelotto, Gustavo Bono Yoshikawa, Luiz Sergio Santos, Christiano Machado