Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ACURÁCIA DIAGNOSTICA DA QUESTÃO UNICA DA NOCTÚRIA NA AVALIAÇÃO DA GRAVIDADE DOS SINTOMAS DO TRATO URINÁRIO INFERIOR.

Resumo

Introdução: Os sintomas do trato urinário inferior (STUI) tem elevada prevalência, associada ao envelhecimento, afetam negativamente a qualidade de vida dos homens e estão associados a distúrbios sexuais, incluindo a disfunção erétil, além disso, representam altos custos individuais e coletivos relacionados à saúde. O International Prostatism Symptom Score (IPSS) é instrumento consolidado e considerado o padrão-ouro na avaliação destes sintomas, validado em diversos países . Pacientes com baixo nível educacional e dificuldade na compreeensão dos termos em sáude apresentam dificuldades em completa-lo com precisão. Nocturia é sintoma prevalente na população masculina e é o sintoma do trato urinário inferior com o maior impacto negativo na Qualidade de Vida. Objetivo: Avaliar a acurácia da questão única de noctúria no diagnóstico dos pacientes com sintomas do trato urinário em nosso meio. Métodos: Questão única da Nocturia e o IPSS (padrão-ouro) foram aplicados numa amostra consecutivas de 320 pacientes (Estudo de Acurácia Diagnóstica). A amostra foi constituída por homens adultos (idade ≥ 40 anos) atendidos em uma clínica urológica especializada situada no município de Feira de Santana, Bahia, Brasil. A sensibilidade, especificidade e o coeficiente de correlação foram utilizados para comparar os resultados obtidos. Pacientes com IPSS ≥ 20 foram considerados graves. Resultados: A amostra foi composta por 320 participantes com idade de 59,65 ± 9,81 anos. O IPSS mostrou que 284 (88,7%) dos participantes apresentavam sintomas leves ou moderados, enquanto 36 (11,2%) apresentavam sintomas graves. A acurácia da questão da nocturia em identificar os pacientes graves estimada pela curva ROC foi de 75% [68 – 82%] IC95%, (p<0,001). Quando considerado nocturia ≥ 2 episódios como ponto de corte observou-se uma sensibilidade de 92%, especificidade de 45%, o que nesse cenário confere um valor preditivo negativo de 98,4%. Conclusão: Este estudo evidenciou que em nosso meio, a questão única de noctúria pode ser usada como uma alternativa ao IPSS na avaliação da gravidade dos STUI em homens, especialmente em ambientes com recursos limitados. Pacientes com micção única ou ausência de micção noturna tem baixíssima probabilidade de apresentar sintomas graves.

Palavras Chave ( separado por ; )

sintomas do trato urinário inferior; nocturia; inquéritos e questionários; estudos de validação

Área

Hiperplasia Prostática Benigna

Instituições

Universidade Estadual de Feira de Santana - Bahia - Brasil

Autores

Caroline Santos Silva, Mateus Andrade Alvaia, Ueslei Menezes Araujo, Anna Paloma Martins Rocha Ribeiro, Lucas dos Santos Silva, Jair Bomfim Santos, Breno Batista Oliveira, Kátia Santana Freitas, Cristiano Mendes Gomes, José Bessa Jr