Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Sacrocolpofixação videolaparoscópica para correção de prolapsos multicompartimentais: Experiencia de 2 centros urológicos do Distrito Federal

Resumo

Introdução: A Sacrocolpofixação é o procedimento de eleição para a correção de prolapsos de órgãos pélvicos apicais, apresentando maior taxa de sucesso a longo prazo e melhor resultado funcional. A técnica minimamente invasiva apresenta uma menor morbidade, menor tempo de recuperação e hospitalização e menor perda sanguínea que o procedimento aberto, mantendo baixas taxas de recidiva a longo prazo. A experiência de grupos europeus demonstra que esse procedimento possibilita a correção de defeitos multicompartimentais, com ótimos resultados anatômicos a longo prazo na correção de cistoceles e defeitos de compartimento posterior associados aos defeitos apicais.
Objetivo: Nosso objetivo é apresentar os resultados da experiência de dois centros urológicos do Distrito Federal com a Sacrocolpofixação Laparoscópica para correção de defeitos multicompartimentais.
Métodos: Análise retrospectiva de 09 casos de sacrocolpofixação laparoscópica para defeitos multicompartimentais, realizados em 02 centros urológicos do Distrito Federal.
Resultados: No período de junho de 2016 a fevereiro de 2019, 09 pacientes foram submetidas a sacrocolpofixação laparoscópica para correção de prolapsos de órgãos pélvicos de múltiplos compartimentos. Baseado na classificação de POP-Q, o ponto Ba médio pré-operatório era +1,2, variando de 0 a +3; o ponto C médio era +2, variando de -1 a +6, e o ponto Bp médio era -0,4, variando de -1 a +1. No pós-operatório as pacientes apresentaram correção dos três compartimentos, com ponto Ba médio de -1,85, variando de 0 a -2; C médio de -6,57, variando de -6 a -8; e Bp de -2,42, variando de -1 a -3. O seguimento médio foi de 19 meses, variando de 4 a 35 meses. Nenhuma paciente apresentou complicação cirúrgica com grau de Clavien-Dindo maior ou igual a II. As pacientes receberam alta com uma média de 42 horas após o procedimento, variando de 24-72horas, e nenhuma delas necessitou de uso de analgésicos opióides.
Conclusão: Em concordância com os resultados de algumas séries de casos extensas, observamos que a sacrocolpofixação é uma boa opção para correção de prolapsos de órgãos pélvicos multicompartimentais, propiciando ótimo resultado funcional e baixa morbidade.

Palavras Chave ( separado por ; )

prolapsos de órgãos pélvicos; prolapsos apicais; sacrocolpofixação; defeitos multicompartimentais; cistocele, retocele

Área

Urologia Feminina

Instituições

Hospital Brasília - Distrito Federal - Brasil, Hospital Universitário de Brasília - Distrito Federal - Brasil

Autores

Livia Maria da Paz Portela Judice, Pedro Rincon Cintra da Cruz, Fransber Rondinelle Araújo Rodrigues, Maria Bianca de Lacerda Fernandes Côrte, Rhaniellen Silva Ferreira, Luiz Angelo de Montalvão Martins, Eurico Aparecido Lopes da Silva