Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PERFIL MICROBIANO DAS UROCULTURAS DE PACIENTES ACIMA DE 65 ANOS DE UMA CAPITAL DO SUL DO BRASIL

Resumo

Introdução: ITU é a segunda maior causa de infecções bacterianas no idoso (primeira em institucionalizados). A diferenciação entre ITU e bacteriúria assintomática nesses pacientes ainda é controversa, devido à dificuldade para avaliação de sintomas e na interpretação dos exames. O espectro do quadro clínico varia desde sintomas clássicos até letargia, delirium e anorexia. Quando da escolha do antimicrobiano ideal, deve-se levar em conta a severidade da doença, condições de vida, comorbidades, uso de cateteres e a resistência bacteriana local.

Objetivos: Primário: Identificar bactérias mais prevalentes e o perfil de sensibilidade antimicrobiana entre uroculturas de pacientes acima de 65 anos de uma capital do sul do Brasil. Secundário: Definir antibiótico mais adequado para tratamento empírico de ITU nesses pacientes.

Métodos: Foram analisadas uroculturas positivas coletadas no período de 2014 a 2018 por pacientes acima de 65 anos em um laboratório da cidade de Porto Alegre (Brasil). Realizados os cálculos de prevalência das bactérias isoladas e dos seus perfis de sensibilidade antimicrobiana.

Resultados: Foram analisadas 9909 uroculturas, das quais 1979 (20.0%) foram positivas. Dessas, 343 eram em pacientes com mais de 65 anos, sendo 262 (76,4%) do sexo feminino. As bactérias encontradas foram E. coli em 66,5% (n = 228), Enterococcus em 10,2% (n = 35), Staphylococcus em 6,7% (n = 23), Pseudomonas em 5,2% (n = 18), Klebsiella em 1.2% (n = 12) e Proteus em 2,0% (n = 7). Os antibióticos com maior sensibilidade foram fosfomicina-trometamol em 99.0%, gentamicina em 92.8%, amoxicilina-clavulanato em 89,7%, nitrofurantoína em 85,3%, norfloxacino em 71,9%, sulfametoxazol-trimetoprim em 60,8% e doxiciclina em 52,2%.

Conclusões: Tendo em vista a dificuldade diagnóstica e a potencial gravidade da ITU em pacientes idosos, a identificação dos patógenos locais mais prevalentes e suas correspondentes sensibilidades antimicrobianas é de fundamental importância para um tratamento eficaz e precoce. Sugerimos que, no sul do Brasil, seja optado o antibiótico fosfomicina-trometamol como tratamento empírico nessa população de pacientes.

Palavras Chave ( separado por ; )

ITU; idosos; resistência antimicrobiana;

Área

Infecção

Instituições

Hospital de Clínicas de Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Karin Marise Jaeger Anzolch, Aline Gularte Teixeira da Silva, Antonio Rebello Horta Gorgen, Pedro Glusman Knijnik, Pietro Waltrick Brum, Nelson Sivonei da Silva Batezini, Marcio Araldi, Alexandre Fornari, Osmar Luiz Magalhães de Oliveira, Tiago Elias Rosito