Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

15 - ANOS DE EXPERIENCIA EM ADRENALECTOMIA POR VIDEOLAPAROSCOPIA

Resumo

Introdução: Adrenalectomia via Laparoscópica na década passada se tornou o método de escolha para acesso cirúrgico da patologias da Adrenal. Foram analisados 12 anos de experiência e os resultados de 120 Adrenalectomias via laparoscópica.
Objetivos: Analisar a segurança, os resultados e morbidade de 88 casos consecutivos por via transperitoneal. Pacientes e Métodos: Foram analisados 120 casos retrospectivamente entre Janeiro de 2005 até Fevereiro 2019, avaliando fatores epidemiológicos, achados patológicos, complicações pós-operatórios e tempo de internação.
Resultados: A Adrenalectomia foi unilateral em 87 casos. 50 homens ( 43%) e 70 mulheres (57%), média de idade 47,6 +- 16.3 anos. 63 lado direito e 77 lado esquerdo. Anatomo patológico: Adenocarcinoma: 16, adenoma ( > 5 cm) - 42, Síndrome de Cushing - 14, Feocromocitoma - 16, Síndrome de Conn - 14, Lesões metastáticas -18 ( Tumores primários: Pulmão - 3, Colon - 1, próstata -2, Mama - 1), e cisto - 3, Aspergiloma - 1, Blastomicose - 1, Histoplasmose - 1, Ganglioneuroma - 1 (16 cm). Dois casos tiveram Feocromocitoma na outro lado. Tempo médio de internação hospitalar foi de 2,3 +- 2.1 dias e o tempo operatório foi de 60,5 +- 40,3 minutos. Não houve conversão para cirurgia aberta. Complicações pós-operatórias foram - 1 paciente transfundido, 2 casos de pneumonia e 1 caso de TVP.
Conclusão: Os resultados foram seguros e o tempo cirúrgico aceitável, melhora recuperação pós operatória e menor tempo de internação hospitalar.

Palavras Chave ( separado por ; )

Adrenal; Adrenalectomia Laparoscópica, Complicações, Laparoscopia.

Área

Uro-oncologia

Instituições

UROTEC - Parana - Brasil

Autores

Aissar Eduardo Nassif, Moacir Rafael Radaelli, André Mazzini Vianna, Matheus Fernandes Cassitas, Lidio Duarte Espindola, Pedro Castro Souza, Marcelo Garcia Cardoso