Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

APENDICOVESICOSTOMIA VIDEOLAPAROSCOPICA EM TEMPO UNICO, COMPLETAMENTE INTRACORPOREA, UMA ALTERNATIVA TERAPEUTICA NA BEXIGA NEUROGENICA.

Resumo

Introdução: O tratamento padrão inicial para a bexiga neurogênica consiste no uso de anticolinérgicos, do cateterismo intermitente limpo, ou do uso concomitante dessas duas terapias. Quando há dificuldade no cateterismo vesical, como afecções uretrais, por exemplo, faz-se necessário o tratamento cirúrgico, com técnicas de derivação urinária, como é o caso da técnica referida neste estudo, Apendicovesicostomia à Mitrofanoff videolaparoscópica.
Objetivos: Este trabalho tem como objetivo relatar a técnica de Mitrofanoff laparoscópica em tempo único, completamente intracorpórea.
Métodos: Paciente 43 anos, sexo feminino, portadora de bexiga neurogênica, com história de 4 cistolitotomias prévias em decorrência de cálculos vesicais, além de infecções urinárias de repetição. A urodinâmica mostrou uma capacidade vesical 280ml com o uso de anticolinérgicos. Devido à dificuldade de cateterização uretral, foi proposta a realização de uma Apendicovesicostomia videolaparoscópica à Mitrofanoff. A paciente foi colocada em posição de Trendelemburg, na qual foi realizada incisão umbilical de 10mm e confecção de pneumoperitônio fechado, seguido de inserção de mais três trocartes de 5mm sob visão direta. Houve, então, a retirada do apêndice, com preservação de sua irrigação. A posteriori, executou-se um implante vesical, através de técnica extravesical, com túnel vesical antirrefluxo. Foi utilizada sonda número 12 para moldar a anastomose.
Resultados: O tempo operatório foi de 122 minutos, com perda sanguínea estimada de 50ml. Não houve complicações imediatas ou tardias. Paciente recebeu alta no 2º dia de pós-operatório. No 18º dia pós-operatório retornou ao serviço e afirmou estar realizando cateterismo vesical através do conduto confeccionado, com intervalo de 2,5 horas entre as sondagens, sem perdas urinárias.
Conclusões: A técnica de Mitrofanoff é uma técnica factível nos casos de bexiga neurogênica em que o paciente apresenta dificuldade de cateterização uretral. Sua execução laparoscópica pode trazer benefícios na diminuição da morbidade deste procedimento.

Palavras Chave ( separado por ; )

Apendicovesicostomia; Urologia; Mitrofanoff.

Área

Uroneurologia / Disfunção Miccionais / Urodinâmica

Instituições

Centro Universitário de João Pessoa - Paraiba - Brasil

Autores

Matheus da Costa Souto, Victor de Lima Lacerda, Igor de Oliveira Melo, Paulo Henrique de Holanda Ribas, Arthur Henrique da Silva Dutra, Lucas Fernando Bezerra Sousa, Gabriella Bento de Morais, Rafael Batista Rebouças