Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PERCEPÇAO DE REDUÇAO DE TAMANHO PENIANO E SUA CORRELAÇAO COM A HISTORIA CLINICA

Resumo

Introdução:
O tamanho do pênis sempre foi considerado como um dos principais aspectos da masculinidade. Decorre-se desse fato a considerável preocupação sobre o tamanho do pênis por parte de homens de todas as faixas etárias.
Apesar de não existir uma padronização na técnica de medição do pênis, observa-se entre os pesquisadores um consenso em medir o dorso peniano desde a junção pubopeniana até a ponta da glande. Tal medida é aplicável para os estados de flacidez, ereção e pênis flácido esticado.
Estudos globais de maior relevância indicam um tamanho médio do pênis flácido entre 8 a 9,5 cm, em ereção de 13 a 16 cm e esticado de 12 a 14,5 cm.
O encurtamento do tamanho do pênis é descrito em diversas situações, tais como doença de Peyronie, câncer de próstata tratados com prostatectomia radical e anormalidades congênitas.
A obesidade também é correlacionada com a redução do tamanho peniano. Estima-se que para cada aumento de dois centímetros de gordura no coxim supra púbico o paciente experimenta a sensação de redução no tamanho peniano em um centímetro.
Esse estudo tem como objetivo avaliar aspectos da historia clinica que se correlacionam com a percepção de diminuição do tamanho peniano.

Métodos:
Revisão institucional retrospectiva de pacientes atendidos entre maio de 2018 e abril de 2019. A história médica, exame físico e os achados diagnósticos foram obtidos no prontuário eletrônico. As covariâncias de interesse incluíram associação de percepção de diminuição do pênis com presença de câncer de próstata, presença de doença de Peyronie, peso, IMC, tamanho peniano, tamanho do coxim supra púbico e circunferência abdominal.


Resultados: Um total de 122 pacientes foram avaliados, sendo que 78 tinham percepção de redução do tamanho peniano e 44 não tinham essa percepção. No primeiro grupo a idade média foi de 62, 2 anos, já no segundo 55,8 anos.
Após avaliação da associação entre diversos parâmetros e percepção de redução de tamanho peniano, evidenciou-se correlação entre essa percepção e doença de Peyronie (OR 4,57 IC 95% 1,60- 13,08 ). Assim como ficou clara a relação com cirunferencia abdominal ( OR 1,05 IC 95% 1,01- 1,10)

Conclusão:
Nossos resultados indicaram que a percepção de redução do tamanho peniano esta associada a circunferência abdominal aumentada e a doença de peyronie. Dadas as limitações deste estudo, mais estudos são necessários para confirmar esses achados.

Palavras Chave ( separado por ; )

tamanho do penis, medicina sexual, obesidade, doença de Peyronie

Área

Disfunção Sexual

Instituições

FMUSP - Sao Paulo - Brasil

Autores

CRISTOVAO BARBOSA NETO, bruno nascimento, ROGERIO SAYAO FILHO, FERNANDO CRUVINEL, HOMERO RIBEIRO, JOSE BESSA, MIGUEL SROUGI, WILLIAM NAHAS, JOSE CURY