Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE COMPARATIVA DOS ACHADOS RADIOLOGICOS DA RESSONANCIA MAGNETICA MULTIPARAMETRICA COM OS ANATOMOPATOLOGICOS POS PROSTATECTOMIA RADICAL

Resumo

Introdução:
O câncer de próstata (CaP) constitui a neoplasia mais frequente dentre a população masculina ocidental, excetuando-se os canceres de pele. Os exames de imagem, como a Ressonância Magnética Multiparamétrica (RM-MP) tem surgido como importante alternativa aos métodos de rastreio populacional do CaP como o antígeno prostático específico (PSA) e o toque retal, visando uma maior sensibilidade e especificidade no diagnóstico, estadiamento e tratamento da doença.

Objetivo:
Comparar os achados da RM-MP com as características anatomopatológicas das peças cirúrgicas de pacientes submetidos a Prostatectomia Radical, após diagnóstico de CaP.

Métodos:
Estudo retrospectivo que analisou pacientes do Serviço de Urologia da Santa Casa de São Paulo submetidos à RM-MP pré-operatória para diagnóstico de CaP e análise das lâminas da peça cirúrgica após Prostatectomia Radical. Os parâmetros comparados foram: comprometimento das zonas prostáticas, da cápsula prostática, envolvimento linfonodal, vesical, das vesículas seminais, uretral, invasão perineural e angiolinfatica. A classificação PI-RADs foi verificada como um dos parâmetros comparativos.

Resultados:
Foram avaliados 19 pacientes. Os achados de RM-MP e anatomopatológico foram compatíveis em aproximadamente 79% dos casos. Em 73% dos casos, a RM-MP não indicou todos os achados anatomopatológicos, tendo como principais problemas lesões com baixo percentual de acometimento neoplásico da amostra, na indicação da invasão extraprostática e da invasão linfonodal. Em 2 casos, o achado anatomopatológico de invasão linfonodal levou a mudança de terapêutica, submetendo o paciente a linfadenectomia. 14 dos 19 casos foram classificados radiologicamente como PI-RADs 4 ou 5.

Conclusão:
O estudo indicou que a RM-MP é um bom parâmetro para avaliação do paciente com suspeita de CaP. Ao que tudo indica, a RM-MP é eficiente na detecção de doenças clinicamente significantes e não é sensível para lesões com baixo percentual de acometimento neoplásico da amostra. A biópsia da lesão permanece o padrão ouro para diagnóstico do CaP sendo a RM-MP uma importante ferramenta para melhora da acurácia da biopsia indicando áreas suspeitas a serem biopsiadas. A RM-MP pode, também, mudar a conduta pré-operatória devido a achados de invasão linfonodal e invasão extraprostática. Ainda faz-se necessário um maior número de pacientes e dados para conclusões sólidas.

Palavras Chave ( separado por ; )

ressonância magnética multiparamétrica; anatomopatológico; câncer de próstata.

Área

Uro-oncologia

Instituições

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Alan Rechamberg Ziroldo, Sergio Paolillo Junior, Roni de Carvalho Fernandes, Pablo Leonardo Traete, Fernanda Monteiro Orrelana, Luiz Felipe de Mello Pereira Leitão, Fabiana Toledo Bueno Pereira, Tatiana Veri de Arruda Mattos , Kassem Samir Saleh, Luis Gustavo Morato de Toledo